Pages

domingo, 29 de abril de 2012

'Game Over' para a Veja II: falta vazar 1 volume e 2 apensos

Quem sentiu falta de mais telefonemas vazados entre Policarpo Júnior (da revista Veja) e Carlinhos Cachoeira, aguarde porque tem mais chumbo quente vindo por aí.

O vazamento Inquérito nº 3430 do STF, publicado no portal Brasil247, foi só o primeiro volume. Ainda falta o segundo.

Também só foi vazado um apenso. Ainda faltam dois.


Mesmo assim, o que já foi vazado é suficiente para provar a promiscuidade na associação entre a revista Veja e a organização criminosa.

Senador tucano tenta negar "batom na cueca" da Veja

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) saiu em socorro da sua amada revista Veja, fazendo declarações na maior cara-de-pau, que equivalem a querer negar "batom na cueca".

Mas não há como negar o que está provado nos diálogos: Cachoeira dava ordens na revista para publicar coisas do interesse da organização criminosa.


Com isso o senador tucano se afoga junto com a revista nas águas turvas do Cachoeira.

Não custa lembrar que o senador já montou uma operação de arapongagem semelhante às do bicheiro, quando receptou em seu gabinete documentos roubados da Casa Civil da Presidência da República, e repassou na surdina para a revista Veja. Depois de dois meses de investigação e perícia nos computadores da Casa Civil, o senador foi desmascarado e teve que depor na Polícia Federal.

Leia também:
- 'Game over' para a Veja: Cachoeira dava ordens na revista

10 Comentários:

Paulo disse...

Os olhos desse senador tucanos são tão falsos que nos fazem empalidecer, tem aquele sorriso víscido, aquele olhar infecto. Seu olho gira febril e revela enfermidade do fígado, corrompido por secreções produzidas por um ódio de 09 anos afastado dos cofres da União.

Anônimo disse...

Este aí é um daqueles que não vale a m* que ca* e muito menos aquilo que come, um indigente intelectual a serviço do que existe de pior na política e, muito pior, a serviço de marginais que mais e mais acaba por se parecer com eles.

paulo disse...

Dizem que Civita encontra-se foragido da policia, provavelmente noutro país, tendo ingressado com pedido de HC junto ao STF,

Um dúvida: Quem deu fuga ao contador de Cachoeira, verdadeiro homem-bomba,

Conversa entre perillo e Cachoeira, relação que a mulher de Cachoeira afirmou dias atrás não existir

Alguem pode filmar este video na tela e postar no youtube, ante de sumir da web

http://g1.globo.com/videos/goias/jatv-2edicao/t/edicoes/v/gravacao-feita-pela-pf-mostra-conversa-entre-carlinhos-cachoeira-e-marconi-perillo/1924574/

Érico Cordeiro disse...

Se o "Discurso anti-imprensa perde força", é bom que as pessoas leiam o que está publicado, inclusive com imagens escaneadas do inquérito da PF, aqui: http://margemesquerda.blogspot.com.br/2012/04/quadrilha-veja-cachoeira-em-provas.html

Rogerio disse...

Caro Zé Augusto: olha só isso aqui.
O golpe em Honduras no Brasil: como Cachoeria e a Veja tentaram colocar Perillo na presidência da República.
por Caio Julio, de Roma
Até a “grande imprensa” já deu: gravações da Polícia Federal provam que Marconi Perillo, governador de Goiás, recebeu 500 mil reais, pelo menos, de Carlinhos Cachoeira enquanto Demóstenes, seu aliado, recebeu outros 3,1 milhões.
E quem é Marconi Perillo? Hoje ( por enquanto ) é o governador de Goiás. Mas em 2010, Perillo era não apenas senador da republica, mas o vice-presidente do Senado Federal.
E nesse caso, o substituto regimental de José Sarney, na sua falta ou ausência temporária.Isso significa que, faltando José Alencar, na época, doente e muito debilitado, se Lula fosse impedido de continuar na presidência, por uma decisão, suponhamos, do STF, Perillo iria ser o novo Presidente da Republica, na qualidade de presidente do Congresso Nacional.
E quem era o presidente do STF naquele tempo? Ora, era o Gilmar Mendes! Aquele que é a “boa relação a ser preservada”, segundo Carlinhos Cachoeira diz a Demóstenes em uma recente gravação…Ou seja, alguém muito próximo da quadrilha de Demóstenes-Cachoeira...
Estará explicada agora a razão pela qual a mídia, com a revista Veja à frente, queria a qualquer custo, a demissão de José Sarney da presidência do Senado, por causa de um empreguinho que teria arrumado para o marido de sua neta e dos chamados “atos secretos” de nomeação de parentes?
Lembram da frenética agitação de “cansadinhos” , “mauricinhois” e “patricinhas” fazendo marchinhas “contra a corrupção” nas ruas de Curitiba, São Paulo e outras cidades governadas por tucanos?
Pois é.
Ali estava o novo Golpe Midiático, estilo hondurenho sendo preparado, pois como vocês também irão lembrar, Gilmar Mendes, agora cada vez mais implicado com Carlinhos Cachoeira e Demóstenes, era nada mais nada menos, do que o Presidente do Supremo Tribunal Federal.
Preciso dizer mais algo ou todos lembram como o presidente eleito de Honduras, Manoel Zelaya caiu?
Foi, segundo a mídia, uma derrubada “democrática” pois foram dois poderes constituídos, o Legislativo e o Judiciário, que derrubaram o Executivo. Dois a um. Maioria. Algo democrático, não?
Ou todos lembram quando os chefes de dois poderes, Micheletti , do Congresso e um juiz venal qualquer cujo nome nem vale lembrar, do Judiciário, decidiram, com apoio dos EUA, que Zelaya devia ser derrubado e enviado para fora do país?
Coincidência?
Ou será que todos já perceberam que as mãos do crime organizado e as de políticos corruptos e traidores de seus países estão sempre dadas, conspirando contra os interesses de paz, progresso, liberdade e soberania dos povos latino-americanos, em cooperação com o governo de um certo país da América do Norte?
A CPI do Cachoeira pode terminar em pizza.
Mas pode terminar descobrindo o que já sabemos há muito tempo: quatro famílias conspiram há décadas para derrubar governos eleitos, aliadas ao crime e a governos estrangeiros.
E que o Brasil correu grave perigo de golpe midiático de Estado pelas mãos destas mesmas famílias que derrubaram Getulio e João Goulart.

BRAZILIAN GRANITE disse...

O ACM Neto é o Grampinho. O Alvaro Dias é o Grampinho com Botox.

BRAZILIAN GRANITE disse...

O ACM Neto é o Grampinho. O Alvaro Dias é o Grampinho com Botox.

Anônimo disse...

Vocês têm como publicar a lista de anunciantes da última edição da Veja?

Eu gostaria de fazer uma comparação com as edições anteriores, para saber se o número de anunciantes continua a cair.

Obrigado.

jabulano disse...

"Época também foi usada em defesa da Delta

Ouça, abaixo, trecho do diálogo entre Jairo e Abreu:

RESUMO

PAULO ABREU PEDE PARA JAIRO DEIXAR O PAGAMENTO DA DELTA EM SUA CASA.

FALAM SOBRE REVISTA EPOCA REPORTAGEM SOBRE AGNELO.

DIÁLOGO

( ... )

JAIRO: Ué, como que você vai fazer? Fala ai, ué .

PAULO ABREU: ( ... ) vocês passa aqui em casa e deixar isso aqui cara.

JAIRO: Tá beleza, tá beleza, eu passo ai, é perto da ALAMEDA, né ?

PAULO ABREU: Fica depois da ALAMEDA, depois da ALAMEDA vira a direita ( ... )

JAIRO: ( ... ) a revista época fechou agora a edição dela, três página, porrada no AGNELO geral.

PAULO ABREU: Que Deus abençoe ..."

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/56922/%C3%89poca-tamb%C3%A9m-foi-usada-em-defesa-da-Delta.htm

Francisco Marcos disse...

Esse coisa é segundo o linguajar sertanejo "mai rui que faria di Araripina choça bunda".

O Paraná que é um estado desenvolvido já merece políticos de qualidade melhor.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração