Pages

segunda-feira, 26 de julho de 2010

José Serra tem nojo de pobre

Na foto tirada ontem  enquanto José Serra fazia campanha no Paraná, ocandidato tucano pega -sem muito entusiasmo- na mão de uma eleitora, mas beija a própria mão.. Perceba que Serra mantém  distância do povo, lá no alto, enquanto lá em baixo uma filinha de senhoras  tentam cumprimentar  o candidato. Não é novidade para ninguém que o PSDB é o partido dos ricos, dos bancos, das classes altas e da massa cheirosa, como define a tucana Eliane Cantanhêde


A imagem reforça uma matéria publicado em 2009 na revista Piauí....

Era quase meia-noite quando entrou Serra no carro e tomou o rumo do aeroporto, onde o jatinho do governo paulista o aguardava para levá-lo de volta.Ao sentar, imediatamente pegou um frasco de álcool, à sua disposição no bolsão do assento do passageiro, e limpou as mãos. A gripe suína não existia ainda: há anos ele tem o hábito de lavar as mãos várias vezes ao dia, sobretudo depois de cumprimentar estranhos; quando não pode, usa álcool.” Na revista Piauí

Vamos ver como Lula, uma vez deputado e duas vezes presidente, é tratado e trata o povo?

Agora o Serra, político profissional. Já ocupou dois ministérios no governo de Fernando Henrique Cardoso. Está enraizado no governo paulista há mais de 15 anos.Já foi prefeito, governador, vereador, e outras coisitas mais...Veja como trata o povo...
Enquanto o José Serra  cumprimenta de longe, nem olha para a cara do leitor....


Eliane Cantanhêde tem razão!

12 Comentários:

Salomão disse...

Eu sempre soube que os ricos, as elites, a classe média alta, classes "A" e "B", não gostam de pobres, tem horror a pobres, tanto é verdade que os ricos têm raiva, do governo Lula e dos pobres só porque os pobres no governo Lula pode comprar televisão nova, aparelho de DVD, geladeira nova, máquina de lavar roupas, computador, carro,... é a nova classe média brasileira e os ricos tem raiva porque os pobres também podem comprar o que os ricos compram. Os ricos não gostam de pobres, tem nojo de pobres, mas gostam do dinheiro dos pobres, porque o dinheiro dos pobres já enriqueceu muitos ricos, o dinheiro dos pobres já fez muitos milionários, grandes empresários, em todo o Brasil!!! O dinheiro dos pobres é adorado pelos comerciantes, vendedores, empresários,... e estão melhorando de vida graças ao presidente Lula, ao governo Lula que governa para todos os brasileiros, governo de todos, e não só para os ricos! Dá-lhe Dilma 2010!!!

humborges disse...

Na primeira foto, de cima do caminhão, o Serra parece que está mesmo é chupando o "fura-bolos" da senhora paranaense, porque os outros quatro dedos estão visivelmente longe de seus lábios.
Mas também pode estar chupando seu próprio dedão, não sei, não dá pra ter certeza, então só fica a dúvida: sim ou não? não ou sim?
Ao lado do vampiro libidinoso, seu congênere paranaense parece sorrir de inveja tipo "eu também quero".
Pelo tamanho da fila, ele precisa se apressar, porque os indicadores vão acabar logo.
Essa massa psdebista parece um fiapo de espaguetinho.

alex disse...

CUIDADO: PELA SOBREVIVÊNCIA VALE TUDO!

Nenhuma eleição está na mão

As fábulas sobre Dilma, e o erro de menosprezar Serra e a velha mídia

Do blog Escrevinhador

Os políticos tucanos e parte de seu eleitorado - especialmente os leitores mais desavisados de “Veja”, “O Globo” e outros que tais – aparentemente acreditaram em algumas fábulas sobre Dilma, espalhadas por “colunistas” e “analistas” durante a primeira fase de campanha (que se encerrou pouco antes da Copa do Mundo):

- ela não tem brilho próprio;

- ela não saberá se portar durante uma campanha, longe das asas de Lula.

- ela não conseguirá colar no prestígio de Lula e terá enorme dificuldade para passar de 15% nas pesquisas.

Tudo isso se mostrou falso. Os tucanos menosprezaram Dilma. E agora engrossam as o discurso terrorista de campanha, para tentar recuperar o terreno perdido.

Entre os petistas, de outro lado, há quem ameace embarcar na mesma trilha. Espalham-se em alguns setores, digamos, mais “militantes”, fábulas sobre a candidatura Serra e seus aliados:

- Serra é um néscio, que não sabe o que faz;

- a campanha terrorista de Serra e seus aliados midiáticos não terá nenhum efeito;

- a mídia tradicional deixou de ter importância, e não terá força para impedir a vitória inexorável de Dilma.

Trata-se de um erro grave menosprezar os adversários. Ainda mais, adversários que não tem alternativa.

Serra, derrotado, encerra a carreira (mesmo que o PSDB ganhe em São Paulo, o serrismo será varrido do mapa num possível governo estadual de Alckmin).

Portanto, para o candidato tucano, trata-se de ganhar ou ganhar.

(continua ...)

fonte:

FONTE: http://www.rodrigovianna.com.br/palavra-minha/as-fabulas-sobre-dilma-o-erro-de-menosprezar-serra-e-o-papel-da-velha-midia.html

Brieba disse...

Vejam ali a partir dos 3:35 o beijinho afetuoso q ele dá nas crianças. É um verdadeiro homem do povo!
http://www.youtube.com/watch?v=HfUq5qzazlw

Cíntia disse...

Olá a todos os amigos do Presidente Lula e da Candidata Dilma, Olá Helena,

Leio sempre que posso o seu maravilhoso trabalho nos blogs.

No aniversário de 20 anos da morte de Cazuza vi o vídeo da música "Burguesia" e me lembrei imediatamente deste vídeo da massa cheirosa.

Uma resposta antecipada de Cazuza a esta senhora Eliane:


http://www.youtube.com/watch?v=PjRJZl4_Ze4


Grande abraço a todos,

Dilma 2010!!!

Joao Batista disse...

Nossa..que feiura seu Zé Pedágio...será que essa Sra. ai ainda terá coragem de votar nele???
Se votar é porque é muito sem-vergonha mesmo....

Salomão disse...

Na Era FHC(Fernando Henrique Cardoso) do governo tucano do PSDB: http://www.inep.gov.br/imprensa/noticias/outras/news00_29.htm A desigualdade social estava igual aos países da África. Dados de 2000 da Era FHC do PSDB. 29 de fevereiro 2000
Distribuição de renda no Brasil, uma das piores do mundo
A distribuição de renda no Brasil é uma das mais perversas do mundo, de acordo com o relatório de indicadores educacionais da Unesco/OCDE. 0s 10% mais ricos possuem praticamente a metade da riqueza nacional (47,9%), enquanto os 10% mais pobres concentram apenas 0,8% da renda produzida no País.
Os dados, calculados pelo Banco Mundial e publicados no relatório denominado World Development Indicators, do ano passado, mostram que a educação é um dos principais instrumentos para diminuir as disparidades de renda dentro dos países.
Entre os 37 países para os quais existem dados que permitem a comparabilidade, a distribuição de renda do Brasil só se assemelha à do Paraguai, onde os 10% mais ricos se apropriam de 46,6% da riqueza nacional e os 10% mais pobres ficam com 0,6%. No Zimbabwe, os 10% mais ricos ficam com 46,9% do total da renda produzida, enquanto os 10% mais pobres detêm 1,8%.
De acordo com o relatório, embora existam disparidades de renda em todos os países, elas são muito mais acentuadas em alguns países do que em outros. Os Índices Gini referentes a todos os países do programa WEI são bem mais altos que a média da OCDE.
“Na realidade, os Índices Gini relativos ao Brasil, ao Paraguai e ao Zimbabwe estão entre os mais altos do mundo. Grande parte da desigualdade nesses países está relacionada com a diferença existente entre os 10% do topo da população e o resto. Na OCDE, menos de um quarto da renda nacional ou do consumo concentra-se, em média, em famílias nos 10% do topo, enquanto quase metade da renda nacional ou do consumo concentra-se em famílias nos 10% do topo no Brasil, Paraguai e Zimbabwe”, atesta o relatório.

Salomão disse...

Na Era FHC(Fernando Henrique Cardoso) do governo tucano do PSDB: http://www.inep.gov.br/imprensa/noticias/outras/news00_29.htm A desigualdade social estava igual aos países da África. Dados de 2000 da Era FHC do PSDB. 29 de fevereiro 2000
Distribuição de renda no Brasil, uma das piores do mundo
A distribuição de renda no Brasil é uma das mais perversas do mundo, de acordo com o relatório de indicadores educacionais da Unesco/OCDE. 0s 10% mais ricos possuem praticamente a metade da riqueza nacional (47,9%), enquanto os 10% mais pobres concentram apenas 0,8% da renda produzida no País.
Os dados, calculados pelo Banco Mundial e publicados no relatório denominado World Development Indicators, do ano passado, mostram que a educação é um dos principais instrumentos para diminuir as disparidades de renda dentro dos países.
Entre os 37 países para os quais existem dados que permitem a comparabilidade, a distribuição de renda do Brasil só se assemelha à do Paraguai, onde os 10% mais ricos se apropriam de 46,6% da riqueza nacional e os 10% mais pobres ficam com 0,6%. No Zimbabwe, os 10% mais ricos ficam com 46,9% do total da renda produzida, enquanto os 10% mais pobres detêm 1,8%.
De acordo com o relatório, embora existam disparidades de renda em todos os países, elas são muito mais acentuadas em alguns países do que em outros. Os Índices Gini referentes a todos os países do programa WEI são bem mais altos que a média da OCDE.
“Na realidade, os Índices Gini relativos ao Brasil, ao Paraguai e ao Zimbabwe estão entre os mais altos do mundo. Grande parte da desigualdade nesses países está relacionada com a diferença existente entre os 10% do topo da população e o resto. Na OCDE, menos de um quarto da renda nacional ou do consumo concentra-se, em média, em famílias nos 10% do topo, enquanto quase metade da renda nacional ou do consumo concentra-se em famílias nos 10% do topo no Brasil, Paraguai e Zimbabwe”, atesta o relatório.

josé lopes disse...

Serra detesta o cheiro do proletariado. Vai aqui letra de um sambinha para o Serra.

"Não fala com pobre, não dá mão a preto.
Não carrega embrulho
Pra que tanta pose, doutor
Pra que esse orgulho
A bruxa que é cega esbarra na gente
E a vida estanca
O enfarte lhe pega, doutor
E acaba essa banca
A vaidade é assim, põe o bobo no alto
E retira a escada
Mas fica por perto esperando sentada
Mais cedo ou mais tarde ele acaba no chão
Mais alto o coqueiro, maior é o tombo do coco afinal
Todo mundo é igual quando a vida termina
Com terra em cima e na horizontal

Cícero Lourenço disse...

Queria ver o que seria desse blog se os comentários nao passassem por aprovação.

Volto aqui depois da eleição. kkk

IV Avatar disse...

O meu amigo até comentou que o Jornal da TV Record está melhor do que JN
Segundo ele o JN está escondendo muitas coisas, não fala na pesquisa Vox Populi nem no dia-a-dia dos presidenciáveis
Eu expliquei prá ele que é uma forma de evitar que a Dilma se torne conhecida da população
Mas vamos que vamos, a vitória é nossa
Mais vida para todos, milhões de pessoas saindo da pobreza, até 2014 outros milhões comendo mais, se vestindo melhor,o que não ocorreria numa eventual eleição de Serra que, basta olhar na história de vida dele, só beneficiou a panelinha dele,
O Estado mínimo povão é a política de Serra, ele aplicou tal política em SP e por isso o PSDB será derrotado em SP, o Alckmin caiu mais 4 pontos no Vox Populi e os indecisos subiram para mais de 13 por cento
Muita gente se libertando desta política que relega o povo à pobreza

http://dilma13.blogspot.com/2010/07/serra-tem-nojo-do-povo_26.html

IV Avatar disse...

Vejam com zoom, o Zé Pinóquio beija a própria mão para não beijar mão de pobre
Tambem pudera, ele defende o estado mínimo para o povão e máximo para o ladrão tipo Daniel Dantas que FHC considera brilhante e para o qual deu de presente a Telebrás que Dilma vai recuperar para dar banda larga para os pobres

http://dilma13.blogspot.com/2010/07/serra-tem-nojo-do-povo_26.html

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração