Pages

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Lula em Berlim: "Há uma doença mental no meu país de que é preciso destruir o Lula, senão ele volta".

Em visita a Berlim, o presidente Lula participou na noite de quarta-feira (9), em Berlim, de um debate na fundação Friedrich Ebert, em que foi entrevistado pelo jornalista Burkhard Birke na presença de uma plateia formada em sua maior parte por jovens alemães e brasileiros residentes no país.

Além de denunciar o golpe que tentam dar contra a presidenta Dilma, Lula disse:
"Há uma doença mental no meu país de que é preciso destruir o Lula, senão ele vai querer voltar em 2018.
(...)
Não sei se estarei vivo e fico pedindo a Deus para que apareçam novos candidatos, com energia e que queiram mudar o país. Se alguém estiver disposto a tirar os direitos dos trabalhadores, eu não teria nenhum problema em concorrer outra vez", disse sob aplausos.
Lula criticou a oposição atrapalhar o país e castigar o povo como forma de chegar ao poder:
“Todo o dia enquanto tiver essa briga fratricida, é o povo brasileiro que está pagando a conta, que está sofrendo. A gente fica torcendo para que isso acabe logo e a presidenta Dilma possa governar o Brasil. O interesse dos políticos está prevalecendo sobre os interesses da sociedade brasileira.
(...)
Eu não sabia, a Polícia Federal não sabia, assim como a imprensa e o Ministério Público não sabiam que havia corrupção na Petrobras", disse.
Lula considera que virou uma “vergonha” a criação de partidos no país, com mais de três dezenas de legendas. E defendeu novamente uma constituinte exclusiva sobre a reforma Política.

Sobre os resultados eleitorais na Argentina e Venezuela, Lula disse que são normais e fazem parte da democracia. “O PT um dia vai perder a eleição. E vai ganhar de novo também. É assim na Alemanha também. O SPD já ganhou e perdeu eleições. É assim mesmo. Eu aprendi a gostar da democracia. Em 1985 eu achava impossível um operário chegar ao poder. Em 1989 eu descobri que era possível.” (com informações da DW e do Instituto Lula)

4 Comentários:

ANTONIO LUIZ disse...

E que estes covardes aqui, camuflados de doutores, usam seus diplomas como mascara, com medo de passar a verdade pro povo , o problema desses coxinhas golpistas não e com Dilma não, o asco deles e com o povo e com a politica social que o Lula implantou no pais, enquanto o inverso, da mesma forma, o Cunha não e o rato chefe da mina, ele é e sempre foi preposto do Temer, e ambos prepostos dessa elite pobre e mesquinha, mas que se acham os donos do Brasil, que desde o primeiro mandato da Dilma ele foi infiltrado no meio dos petistas como olheiro, para vigiar as ações do governo rumo ao social, ou seja, o governo do PT sempre teve um traidor a sua volta, A ideia central e que parte da sociedade a tal Elite, aqueles que votaram no outro, nunca concordaram com o sistema de governo que o Pt implantou, que apesar de ter sido eles, desde médios empresários, comerciantes, médicos, advogados, etc. que foram os que mais ganharam dinheiro nestes ultimos doze anos, ainda assim eles acham que perderam, pois não basta o dinheiro, mas o prestigio, e isso tirou lhes o gosto, ao ver os filhos de um pedreiro estudar jundo com seus filhos naquela faculdade que eles achavam que era só deles , domestica passaram a gozar ferias e viajar de avião para as prais, nos shoppings todos se misturam, nas ruas, tem que dividir seu espaço com seu empregado, pois ele agora tem seu carro, um pedreiro, um pintor não pegam mais bicos, atendem por agenda, tudo junto ao mesmo tempo num espaço de dez anos foi demais para essa elite nojenta, "OS COXINHAS" eles viram seu mundinho ruir aos seus pés, uma dose cavalar contra seu ego, sem maturidade, vindo de uma geração hipócrita e coronelista, com sua marca em bustos parental nas principais praças, não estavam e ainda não estão preparados para viver num pais desenvolvido, são mesquinhos, tacanhos, mortos de fome X miseráveis, emfim, o nosso principal problema não o governo e sim essa sociedade miserável.

Deisiane Sandes De Souza disse...

Antônio Luiz, concordo plenamente com você!

Deisiane Sandes De Souza disse...

Antônio Luiz, concordo plenamente com você!

Deisiane Sandes De Souza disse...

Antônio Luiz, você disse tudo que eu sempre pensei/penso. Palmas pra você, pra sua lucidez?

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração