Pages

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Pesquisa 2014: Dilma 57% x 18% Aécio ou... Lula 76% x 11% Aécio

2014 ainda está longe, mas uma pesquisa já parece desanimadora para o senador tucano Aécio Neves. Ele perderia de "lavada" para Dilma. E se o candidato fosse Lula, a diferença seria maior ainda.

A eleição de 2010 nem completou 1 ano, Lula já disse que não é candidato em 2014, mas já tem gente fazendo pesquisa e incluindo seu nome no cenário.

A notícia abaixo é do Valor Econômico.

Maioria prefere que Lula concorra à Presidência
Por Cristian Klein | De São Paulo

A maioria da população brasileira (57%) gostaria que a presidente Dilma Rousseff desistisse de tentar uma reeleição para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se candidatasse em seu lugar. Apenas 29% preferem que Dilma busque um novo mandato em 2014. Esse é um dos principais resultados de pesquisa do Instituto Análise, que entrevistou 2 mil pessoas entre os dias 5 e 11 deste mês, em cem municípios de todas as regiões do país.


A pesquisa mostra como, depois de oito meses de governo Dilma, a boa lembrança de Lula e sua administração predomina a avaliação do eleitorado e pode influenciar o tabuleiro político e eleitoral.

Para o cientista político Alberto Almeida, coordenador do instituto, um dos dados que chamam mais atenção é a permanência da popularidade de Lula - o que o torna um fator de extremo desequilíbrio no jogo presidencial.

No auge de sua popularidade, Lula alcançou 80% de aprovação (ótimo + bom), quando a campanha de Dilma Rousseff divulgava os feitos de seu governo. Agora, depois de cair um pouco pela falta de exposição na mídia, a aprovação do ex-presidente, de acordo com a pesquisa, chegaria a 82%.

"Isso significa não apenas um reconhecimento de bom desempenho, mas também que parte importante do eleitorado está com 'saudades de Lula'", afirma Alberto Almeida.

A aprovação ao governo Dilma Rousseff é exatamente a metade da de seu antecessor: 41% de respostas "ótimo" e "bom". A desaprovação é ainda mais contrastante: enquanto apenas 3% dos entrevistados consideram que o governo Lula foi ruim ou péssimo, 16% avaliam a administração Dilma como tal. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais.

Outro fator que reforçaria a imagem e o peso de Lula é a transformação de seu governo numa espécie de referência à qual a população toma como medida. Ao serem questionados por que avaliam a administração Dilma Rousseff boa ou ótima, a principal justificativa (25%) dos entrevistados é que a presidente "está dando continuidade ao que o Lula fez". A manutenção do Bolsa-Família é a segunda razão e apareceu em 14% das respostas.

O modelo desenvolvimentista, marca do segundo mandato Lula, também ressurge como uma preferência do eleitorado. Em três questões, os entrevistados se mostraram mais tolerantes, em relação a pesquisa feita no ano passado, com um leve aumento da inflação desde que isso gere mais empregos (62% a 46%), com o risco de crescimento da inflação, se isso acelerar a geração de empregos (56% a 45%) ou se implicar mais gastos na solução dos problemas sociais (45% a 32%). Os resultados deste ano são semelhantes aos de 2009.

A pesquisa também traça cenários eleitorais para a disputa presidencial de 2014 nas quais Lula aparece na liderança absoluta, seja com que candidato for.

Enquanto Dilma, numa simulação de segundo turno, venceria o senador Aécio Neves (PSDB-MG) por 57% a 18% (diferença de 39 pontos percentuais), Lula elevaria essa vantagem para 65 pontos percentuais: 76% a 11%.

Numa hipotética disputa entre Lula e Dilma, criador venceria criatura por 65% a 18%.

Almeida afirma que pesquisas com comparações como estas serão cada vez mais comuns e, caso os resultados se mantenham, farão com que cresçam as pressões para que Lula volte a disputar a Presidência da República, mesmo que Dilma Rousseff esteja bem avaliada pela opinião pública.

"O importante para o cálculo dos políticos é a expectativa de poder. A candidatura Lula significa minimizar os riscos", diz.

Para Almeida, a pressão virá de governadores, deputados federais e estaduais, que preferirão ter Lula como seu puxador de votos do que a presidente Dilma.

Por outro lado, diz o cientista político, a enorme popularidade de Lula, que põe o PT em situação confortável para 2014, permite a ela mais margem de manobra no governo, seja para arriscar mais, ou pelo, contrário, para adotar um estilo mais conservador.

8 Comentários:

X-MAN disse...

Não ando muito de acordo com esse governo, mas não poderia deixar passar: vendo a presidente lado a lado com o Obama nos states me lembro das calunias que lançaram na campanha de que ela não poderia entrar nos eua se eleita, onde ela está agora? E os detratores? varios factoides daquela campanha cairam inclusive um que a imprensa sabia mas tentou por goela abaixo do PT: que o partido espionava, quando era o contrario, os opositores é que tinham empresas de arapongas contratadas ( o que tambem nunca foi novidade).

Junior , o Petista Orgulhoso disse...

KKKKKK se correr o bicho pega , se ficar o bicho come uhuuuuuuuuu kkkkkkkkkk . Dá-lhe Dilmaaaaa

Anônimo disse...

Se o cachaça tem 80% de aprovação como explicar os mais de 35 milhões de votos da oposição nas urnas (primeiro com o Geraldo e depois com o Serra?

Lembrando que nem o cachaça nem a lulita ganharam no primeiro turno!

Estranho né?

Anônimo disse...

Conversa boba. Lula é Dilma e Dilma é Lula. Esse tipo de pesquisafoi feito com que intuito mesmo?
Já deviam ter entendido que Dilma e Lula sÃo seres de outras galáxias que não se deixam envolver por intrigas, ciuminhos e invejas. Os dois decidirão, a seu tempo,quem vai ser o candidato ou candidata à presidência entre eles dois.
Mas hoje é dia de comemorar o sucesso da Dilma em Nova York!Impensável um discurso mais perfeito! Dilma arrasou. Foi mais do que perfeita. E a maior parte do tempo falou de improviso,dando uma magistral aula de lucidez,ética,sabedoria e bom senso.
Nem sei dizer o que gostei mais. Acho que ela arrebentou quando falou que todos os países do mundo devem ser chamados a participar da solução da grande crise econômica,embora ela,por enquanto,esteja atingindo mais os EUA e a Europa e os países cujas economias estão muito atreladas às desses países. E prossegiu dizendo que não era hora de procurar as causas e os culpados dessa monumental crise que está gerando altos índices de desemprego,aumentando a pobreza e a miséria nos países mais atingidos.
E concluiu com um "até mesmo porque todos sabemos quais são essas causas e quem são esses culpados." Podia ser mais direta, clara e irretocável?
No mais foi só paulada na moleira do neoliberalismo, do autoritarismo e do intervencionismo. Da perversidade e da burrice.
Ali,de frente pro crime,olhando nos olhos dos inimigos da paz e do justo progresso econômico de toda a humanidade,Dilma Vana Rousseff,honrou aquela jovem mineira,estudante de Economia,que um dia ousou desafiar a ditadura militar. Honrou todos os seus companheiros que morreram lutando contra a opressão ou que já partiram do planetinha. Honrou todos os brasileiros e brasileiras e o bom nome do Brasil.
Valeu Dilma Maravilha! Nós gostamos de você!
Maria Lucia

A. Diniz disse...

Comparar a Dilma À somatória dos 8 anos de Lula é quase uma covardia e uma pesquisa orientada. Deixa a mulher trabalhar!

Guilherme disse...

A melhor coisa que pode acontecer é a Dilma se reeleger e depois o Lula voltar em 2018, e se reeleger em 2022, chances dos tucanos só em 2026, seria do fim de todos eles, 24 anos fora do poder, eles não aguentam.

VERA disse...

Chora, tucanalha, chora!!!

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Carlos Metz disse...

Esses comentários só podem ser de nordestinos, que ganham bolsa família..Vão trabalhar!!

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Devido os excessos de falta de educação e respeito de alguns comentaristas, e, para que o blog não tenha problema judicial, a partir de hoje o blog não publicará comentários anônimos.

Para você comentar usando seu nome, aqui vai o passo a passo.

1). Clique na palavra comentário no final do post

2). Ao abrir a página dos comentários, vá em COMENTAR COMO.

3). Clique em SELECIONAR PERFIL

4). Se você tem um email do Gmail, clique em contas Google.

5). Escreva seu comentário

6).Clique em enviar

7).Quando você clicar em enviar, vai abrir para você a página do seu email.

8).Basta você colocar seu login e senha.

9).Pronto! Seu comentário foi enviado para o blog

PARA VOCÊ COMENTAR USANDO SEU NOME:

1).Clique em: NOME/URL

2). Vai abrir uma “janelinha” pra você colocar seu nome .E o URL, (endereço do seu blog), se você tiver um blog. Se você não tem, não precisa colocar nada

3).Coloque seu nome

4).Clique em continuar

5).Escreva seu comentário

6).Clique em comentar

7).Pronto. Você já comentou. Basta aguardar seu comentário ser lido, aprovado. Em seguida ele vai aparecer no post que você comentou.
Viram, como é simples?

Muito obrigada por nos ajudar e colaborar com o nosso blog