Pages

quarta-feira, 30 de junho de 2010

José Serra pede proibição de música do Ultraje a Rigor por causa da frase "mulher pra presidente"

Representantes do PSDB nacional entraram semana passada junto ao TSE com um pedido de proibição da música "Eu gosto de mulher", da banda paulistana Ultraje a Rigor, durante o período de campanha eleitoral. A música, que fez sucesso  e foi gravada  no  final dos anos 80, faz em determinado momento a seguinte citação: "Mulher dona-de-casa, mulher pra presidente".Para Sérgio Guerra, a medida é preventiva, ou seja, estão entrando no TSE agora, para evitar que Dilma use a música durante a eleição

O partido acredita que a música caracteriza propaganda para a candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, principal concorrente do partido tucano, e deve ser proibida de tocar nas rádios  e TVs brasileiras durante o período de eleição. "É um absurdo, temos que ficar de olho neste tipo de propaganda discreta" - disse Sérgio Guerra, presidente do PSDB - "é preciso ter atenção, pois detalhes como este ficam na mente do eleitor e influenciam no momento do voto", completou em tom repreendedor.

Caso não consiga censurar a reprodução da música nas rádios, o PSDB do José Serra  pretende sugerir a substituição da frase por outra que não faça apologia a candidata - que dispute as eleições deste ano.

O PT se manifestou dizendo que não tem nenhuma ligação com a banda. Em nota à imprensa, o partido diz se tratar "de uma feliz coincidência".

Veja abaixo a letra da música que causou polêmica e ira dos tucanos:


Eu Gosto De Mulher

Vou te contar o que me faz andar

Se não é por mulher não saio nem do lugar

Eu já não tento nem disfarçar

Que tudo que eu me meto é só pra impressionar

Mulher de corpo inteiro

Não fosse por mulher eu nem era roqueiro

Mulher que se atrasa, mulher que vai na frente

Mulher dona-de-casa, mulher pra presidente (trecho questionado)

Mulher de qualquer jeito

[...]

Mulher faz bem pra vista

Tanto faz se ela é machista ou se é feminista

Cê pode achar que é um pouco de exagero

Mas eu sei lá, nem quero saber,

eu gosto de mulher, eu gosto de mulher

eu gosto de mulher

Ooo ooo ooo oo

Eu gosto é de mulher!

Ooo ooo ooo oo

14 Comentários:

Marco¹³ Costenaro¹³ disse...

Até vcs cairam nessa: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/se-e-para-inventar

Essa notícia é fake.

Haroldo Cantanhede disse...

Se o PT e seus partidos coligados fosse um destes partidos que não tem o que fazer, sem rumo e sem noção, meio como a biruta do aeroporto, talvez devesse entrar na Justiça para proibir a exibição do filme de Murnau, Nosferatu, pois que ele nos remete à imagem sinistra de Zé Ladeira!!!

Cabral disse...

Veja então o que um vereador do DEMos faz com uma mulher:

http://tvuol.uol.com.br/#view/id=vereador-agride-jornalista-do-sbt-no-mt-0402183664D8C923A6/user=uat3dix91wsf/date=2010-06-29&&list/type=user/codProfile=uat3dix91wsf/

Coisa absurda

Bene disse...

Gozado! Se a música é do final dos anos 80 porque não reclamaram quando a Heloisa Helena era candidata na eleição passada? Agora é que a música vai tocar mais na internet.

Unknown disse...

Já que eles deram essa absurda interpretação (de propaganda para o PT), o negócio é divulgar essa música aos 4 ventos.

Mulher pra presidente!!! Ôôôô

J. Carlos disse...

Que tipo de absurdo mais este partido ridículo vai exigir que a candidata Dilma para de respirar?

sindicalismo disse...

Acho que essa noticia é falsa.Dê uma olhada neste link www.noticiasglobais.com

este é um site de noticias falsas.

Abraços,

Ney Chaves

Roberto Carlos disse...

Será um absurdo se o partido usar essa música pois na essência não passa de um Hino à homofobia!

Carlos M. Schnädelbach Jr. disse...

E a música que elegeu FHC era essa Ultraje a Rigor - Inútil

A gente não sabemos
Escolher presidente
A gente não sabemos
Tomar conta da gente
A gente não sabemos
Nem escovar os dente
Tem gringo pensando
Que nóis é indigente...

Inútil!
A gente somos inútil!
Inútil!
A gente somos inútil!

Jorge Santos disse...

Helena,

Porque, em 2002, o Partido Sem noção Do Brasil não censurou a música “Tribos e Tribunais” do Engenheiros do Hawaii?

Há um trecho na letra que diz o seguinte:

Agente secreto
Agente imobiliário
Gente como a gente
Presidente e operário

Seguindo o raciocínio do partido do Serra para as eleições de 2010, a letra deveria ser proibida durante a campanha eleitoral daquele ano porque estaria induzindo o candidato gente como a gente, o atual presidente Lula.

Esse PSDB é ridículo mesmo!

Finalizo a análise com outro trecho da letra:

Isso me sugere muita sujeira
Isso não me cheira nada bem
Tem muita gente se queimando na fogueira
E muito pouca gente se dando muito bem

Marcos disse...

Era só o que faltava! huahauhauhauahuahauhauhauahuahauhauahuahauhauhauahuahauha

Grinaldo Oliveira disse...

Sinceramente, não acredito em um absurdo destes. Creio que cada tiro dado pelo PSDB, agora nesta quase reta final, é literalmente pela culatra. Eu nem lembrava mais desta música do Ultraje a Rigor. Eis aí uma boa chance de ressuscitá-la a plena carga no som de meu carro. Espero que o TSE nem tome conhecimento desta bobagem. Se for assim, o PT terá que solicitar a não-exibição de seriados e filmes com vampiros, já que a regra da associação implícita será a mesma...

Anônimo disse...

A notícia é falsa.

Paullo Santos disse...

Seguindo essa lógica temos que mudar o nome da cidade mineira Amparo do
Serra e proibir a música Serra da Boa Esperança e a venda de Serra circular, serra tico-tico, serra fita, motoserra. Opa melhor mesmo encerrar este assunto,isto dá náusea, pois quanto mais mexe na merda mais ela fede!!!

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração