Pages

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

'Forbes': Juventude do Brasil enxerga seu futuro e o nome dele é Ana Júlia



A edição desta sexta-feira (28) da Forbes traz uma matéria sobre Ana Júlia, uma estudante paranaense de 16 anos que que foi a Assembléia legislativa de seu Estado e representou a voz dos estudantes inconformados de todo o país.

A reportagem diz que neste momento onde o Brasil passa por uma profunda crise política e econômica, um vídeo viralizou nas redes pela sua extrema capacidade de inspiração, comoção e pela forma tão direta, sincera, dolorida, porém firme com que secundarista Ana Júlia representou os alunos que ocupam as mais de 1000 escolas no país em diversos Estados.

“A nossa única bandeira é a educação. Somos um movimento apartidário, dos estudantes pelos estudantes”, disse Ana, vestindo a camiseta da sua escola.

Forbes observa que o discurso de Ana Julia ocorreu em um momento de tensão para o movimento das ocupações. Na tarde de segunda-feira (28), o estudante Lucas Eduardo Araújo Mota foi assassinado dentro da escola Santa Felicidade, em Curitiba, por um colega. O crime chocou os alunos e a comunidade e fez com que a escola fosse desocupada no dia seguinte. Havia a possibilidade de que a tragédia desmobilizasse o movimento em outras escolas. Mas isso não ocorreu.


Na Assembleia, a jovem mencionou a morte de Lucas criando um momento de tensão. “Ontem eu estava no velório do Lucas e eu não me recordo de ter visto nenhum desses rostos aqui lá”, provocou a garota, olhando para os deputados estaduais.

"O sangue do Lucas está na mão de vocês”, disse causando forte impacto a estudante. Foi interrompida pelo presidente da Casa, o deputado Ademar Traiano (PSDB), que afirmou que ela não poderia agredir o parlamentar, e ameaçou encerrar a sessão. “Aqui ninguém está com a mão manchada de sangue não”, protestou ele.

O texto da Forbes fala que a estudante Ana Julia se desculpou, mas foi firme ao explicar porque a morte de Lucas refletia a indiferença do Estado com o protesto dos estudantes. “Eu peço desculpa, mas oECA [Estatuto da Criança e do Adolescente] nos diz que a responsabilidade pelos nossos adolescentes, pelos nossos estudantes é da sociedade, da família e do Estado”, devolveu Ana Julia, sob aplausos de outros estudantes que estavam ali.

O noticiário norte-americano considera sintomático que uma estudante de Curitiba esteja sensibilizando outros brasileiros. A capital do Paraná, que com a Lava Jato se tornou símbolo do combate aos descalabros que o Brasil vive, ganhou uma voz que humaniza o movimento dos secundaristas. Os jovens paranaenses lideram as ocupações no Brasil, com 850 escolas ocupadas, quase metade do total no Estado, segundo as contas do Movimento Ocupa Paraná.

MBL

integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) tentaram desocupar à força na noite desta quinta-feira (27) três colégios no Paraná, entre eles o Colégio Estadual Lysímaco Ferreira da Costa, em Curitiba (PR), onde alunos protestam contra a reforma no ensino médio e a PEC do Teto de Gastos do governo de Michel Temer.

4 Comentários:

Heitor disse...

É impressionante observar que a liderança existente em cada um de nós que nos dedicamos a um movimento que acreditamos justo e necessário ao desenvolvimento de nossa sociedade, aflore em momentos de crise!

Ana Júlia essa adolescente, secundarista de 16 anos, paranaense, é um exemplo de como uma líderança surge, no deserenrolar dos acontecimentos. Comparo o surgimento dessa jóvem líder ao aparecimento de heróis em qualquer batalha de uma guerra que se trave contra o seu país!

Ninguém, talvez, imaginasse que uma flor em pleno desabrochamento, fosse capaz de colocar, diante de deputados experientes, de uma Assembléia Legislativa como a do Paraná sua visão do movimento a que ela e seus colegas de corpo e alma.
Nonguêm, poderia imaginar que uma jóvem franzina e cheia de esperanças, usando palavras simples e adequadamente colocadas, fosse capaz de monopolizar deputados acostumados a ouvir bons oradores em seus ofícios.

Os heróis, como os líderes, surgem às vezes na figura de quem jamais imaginaríamos!

Enquanto ela pronunciava sua palestra aos deputados, fiquei imaginando se a sinceridade e crença no que dizia fosse um hábito de nossos políticos em nossa Câmara de Deputados e nosso Senado Federal, como estaríamos bem servido de políticos que visassem, tão somente o bem de nosss sociedade...

Valentin Ferreira disse...

Futuro do Brasil está refletido em Moro ou em Ana Júlia????
Sem dúvida em Ana Júlia.

Anônimo disse...

Parabens pela coragem em enfrentar a radicalização com bravura e lisura! Você representa a juventude brasileira consciente!

Elena Osawa disse...

Parabéns, Ana Julia! Fiquei emocionada com seu discurso e com tudo que vc disse. Calou aqueles que ousaram te confrontar, como esse deputado Ademar Traiano (PSDB). Essa garotada secundarista estão me surpreendendo com seu espírito de luta e com a sapiência que estão demonstrando ao reivindicar os seus direitos. Bem diferente dos "Kinta Katiguria" da vida.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração