Pages

domingo, 3 de abril de 2016

Joaquim Barbosa aparece no esquema Mossack Fonseca com empresa em paraíso fiscal #panamapapers

http://www.miamiherald.com/news/business/real-estate-news/article69248772.html
O ex-ministro do STF Joaquim Barbosa é manchete é Miami.

O motivo é ele ter aparecido com uma empresa offshore no paraíso fiscal das Ilhas Virgens Britânicas criada no esquema Mossack Fonseca . O jornal  Miami Herald acusa o ex-ministro Joaquim Barbosa de não ter pago nada  por seu imóvel em Miami

Arquivos da empresa vazaram para a imprensa internacional pegando políticos do mundo inteiro, como o presidente Macri da Argentina, o figurinha carimbada Eduardo Cunha, cartolas da Fifa como Jerome Valcke, jogadores de futebol como Messi. No mesmo esquema, aguardamos ansiosamente notícias sobre uma mansão em Parati que a TV Globo não noticia.

O nome da empresa de Joaquim Barbosa criada através da Mossack Fonseca é Assas JB1 (diferente da Assas JB, já amplamente noticiada, aberta na Flórida).

Eis alguns trechos da reportagem do Miami Herald:

Arquivos de Propriedades Miami-Dade County parecia sugerir que o magistrado não tinha pago nada pelo seu apartamento de um quarto no Icon Brickell, um dos arranha-céus mais conhecidos naquele bairro condomínios moda.
(...)
Os compradores são obrigados a pagar um imposto de (...) 60 centavos de dólar por $ 100 pagos pela propriedade em Miami-Dade. Os preços de venda (...) pode ser calculado a partir da taxa.

[A compra de Barbosa não tem nenhum recolhimento deste imposto].

O vendedor da unidade enviou um contrato para o Miami Herald que mostra Barbosa pagou US $ 335.000 em dinheiro. O imposto sobre essa venda teria representado cerca de US $ 2.000.

Três advogados imobiliários consultados pelo Miami Herald disseram não ver razão para Barbosa ficar livre do imposto.
(...)
Os detalhes da compra de Barbosa veio à tona depois de um vazamento maciço de documentos internos da empresa panamenha Mossack Fonseca.

Os documentos da Mossack Fonseca mostram que Barbosa estabeleceu uma empresa offshore chamada Assas JB1 para comprar imóveis na Flórida, em meados de 2012, de acordo com e-mails vazados que foram trocados entre sua advogada em Miami Diana Nobile e funcionários da MF. A empresa foi registrada nas Ilhas Virgens Britânicas, um paraíso fiscal do Caribe que esconde os donos de empresas em seus documentos públicos.

Dias depois, Barbosa comprou o condomínio Icon Brickell usando outra empresa criada na Flórida chamado JB Assas. Embora o preço que ele pagou seja secreto, Barbosa não escondeu seu nome na transação. Ele está listado em documentos públicos da Flórida como presidente da JB Assas.
(...)
O preço de compra real da unidade está registrado com o banco de dados serviço de listagem múltipla (MLS) de agentes imobiliários de propriedade privada.

Em um comunicado enviado por e-mail, Barbosa negou qualquer irregularidade. Ele disse que a empresa intermediária deve ter pago o imposto.

E Barbosa disse que ele não fez segredo do preço de compra.

"Qualquer corretor de imóveis com acesso ao sistema MLS pode verificar o valor pago por minha propriedade em 2012 e o valor de mercado atual", escreveu ele.

A pessoa no escritório do advogado em Miami Barbosa, Diana Nobile, desligou o telefone três vezes quando o Miami Herald chamado para fazer perguntas sobre a compra.

Comento:

Para ser sincero, a princípio acho que o valor do apartamento não é tão alto assim para alguém da posição de Joaquim Barbosa se corromper (pelo menos não deveria). Mas soa muito mal um funcionário público, juiz conhecedor das leis e que julgou crimes de lavagem de dinheiro abrir empresa em paraíso fiscal apenas para comprar um apartamento. Afinal, se a origem do dinheiro é lícita, para quê fazer isso?

Barbosa deveria explicar ao distinto público e aos órgãos de controle. Principalmente sendo quem condenou pessoas, algumas sem provas, outras apenas por fazer caixa dois, em alguns casos de valores muito menores do que os supostos US$ 335 mil que custou o apartamento em Miami.

9 Comentários:

BRASIL ESPÉRANÇA edson tadeu disse...

Entao foi atraves dessa empresa que foi pago o apartamento deJoaquim Barbosa em Miami, so pode porque o dinheiro certamente pago a ele pela auto-traiçao ao Brasil deve ter entrado atraves dessa Mossak fonseca.

Maia Oswaldo disse...

Helena, quer dizer que o PALADINO DA MORALIDADE BRASILEIRA só era assim chamado pela IMPRENSA CRIMINOSA pelo fato de ter mandado prender o ZÉ DIRCEU, GENOÍNO, JOÃO PAULO E DELÚBIO? VAGABUNDO, CANALHA, MALANDRO, FALSÁRIO, que pousava no STF como o PALADINO DA MORALIDADE? Senhor Presidente do STF, ou o senhor emite uma NOTA OFICIAL condenando a participação desse indivíduo nessa mutreta e em outras, ou a SUPREMA CORTE vai cantar de galo em outra freguesia. Parabéns, ao Ministro Marco Aurélio pela coragem de dizer que esse indivíduo saia do STF deixando uma NÓDOA inapagada pelo JUDICIÁRIO BRASILEIRO. Senhores otários, levem esse bandido para suas casas para dormir com suas mães ou irmãs carentes de tortura! Vão tomar no CUNHA, bando de FDP.

Julio Cezar disse...

Tem muita gente que que responder, por seus atos. Heróis do momento são santos de pau oco. E o Brasil continua sendo roubado, por gente canalha. Nos sabemos quem são.

zaca fernandes disse...

O ex-ministro era tão rigoroso com os processos do mensalão, o que pensar agora dele.

Oswaldo Maia disse...

PATIFE, PILANTRA, VAGABUNDO! Como AÉCIO e sua GANGUE, é o salvador do Brasil, segundo o GLOBOSTA! Como odeio indivíduos com essa folha CRIMINOSA, rogo À GLOBOSTA que todos vão tomar no CUNHA. Por que não levar JB para presidir a GLOBOSTA?

Maia Oswaldo disse...

Helena, não encontro outras palavras para dizer: BANDIDO; SAFADO; PILANTRA; PICARETA. O Ministro Marco Aurélio, quando da saída desse marginal, assim se pronunciou: ele vai deixar uma mancha na SUPREMA CORTE que jamais será apagada!

Celso Junqueira disse...

Esse apartamento seria pagamento por serviços prestados? Prestados a quem?

Ignez disse...

O "forte" representante da direita que participou da incrustaçao orgânica da direita no Estado. Tarefeiro dos rentistas e dos demais golpistas tem reiterada sua patifaria. O "paladino" da "ética" , segundo a mídia-golpista, liderado pela globo-golpista....Novamente, jogado no lixão da História.

JST disse...

Desde o primeiro momento acreditei que este apartamento foi pagamento por serviços prestados na Ap470. Também tenho quase certeza de quem deu foi a globo. Estão juntos na mossak. Ele também recebe propina indireta da globo que contratou o filho dele durante o julgamento do mensalão.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração