Pages

sábado, 19 de março de 2016

Elza Soares diz que 'não vai ter golpe'


Em show, Elza Soares pede 'luta' e diz que 'não vai ter golpe'

A cantora Elza Soares, 78, pediu que os fãs lutem "pela democracia" e se juntou a um coro contra o impeachment de Dilma Rousseff em show na noite desta sexta (18), no Rio.
No palco do Circo Voador, a artista gritou quatro vezes "Não vai ter golpe!".

Logo no início do show, Elza inflamou a plateia com uma pergunta: "Quem está de vermelho aí?". A casa de espetáculos tem capacidade para cerca de 2.500 pessoas e estava lotada.

Em outro momento, a cantora pediu: "Vamos lutar pela democracia!". Depois da música "A Carne", um libelo contra o racismo, ela engatou outro discurso político:

"Paz! Democracia! O meu partido é o povo. Este povo brasileiro que luta, que puxa. Vamos à luta, minha gente", pediu. "Nada tá perdido, vamos à luta! Nada tá perdido, vamos à luta", repetiu mais algumas vezes.

Em outro momento do show, a plateia puxou o grito de "Não vai ter golpe!" e Elza aderiu ao coro. O bordão ainda voltou a ser cantado durante participação especial de Caetano Veloso. O cantor sorriu, mas permaneceu em silêncio no palco.

Parte da plateia havia participado mais cedo de um ato em defesa da presidente na praça 15, no centro do Rio. A manifestação reuniu outros artistas como a atriz Leticia Sabatella, o ator Osmar Prado e o cantor Otto.

GOLPE DE 64

Elza Soares foi perseguida pela ditadura militar (1964-85). Ela era mal-vista por ter gravado o jingle da campanha que levou o trabalhista João Goulart à Vice-Presidência, em 1960.

Em 1970, seis anos depois do golpe que derrubou Jango, a cantora teve sua casa metralhada no Rio. Ela foi obrigada a se exilar na Itália com o jogador Garrincha, com quem era casada.

As informações são da Folha. Para quem quiser ver os vídeos o link é esse

2 Comentários:

Manoel R.Mello Jr disse...

Sera que o Povo brasileiro vai permitir o fim de nossos direitos e de nossa Democracia. Não passarão

Getúlio Mota Grossi disse...

Muito bem. Peço a Deus que o povo acorde e enxergue a farça tramada no Brasil pela Rede Globo, Estadão, Folha etc., Investigação, sim, mas imparcial, sem discriminação, sem interesses escusos de tomar o poder pelo golpe e não pelo voto. Acessem o discurso inteligente do senhor Bispo de Crateús que reflete realmente o pensamento da conferência nacional dos bispos do Brasil e não a insinuação infeliz de um senhor bispo auxiliar de Aparecida, feita no Santuário de Aparecida, um desrespeito à fé do povo que vai lá rezar pelo Brasil e por suas famílias. Foi uma tristeza ouvir de um prelado em tal lugar: pisemos na cabeça daqueles que se autodenominam jararaca. Uma indireta indigna dos lábios de um Pastor da Igreja, agora alçado à condição de Arcebispo, se não me engano, de Diamantina, terra onde trabalhei 6 anos no semiárido sagrado coração e donde nos, Lazaristas, filhos de São Vicente fomos expulsos pela ditadura militar de 1964, apoiada infelizmente pelo então também Arcebispo de Diamantina, Dom Geraldo Proença Sigauld que fez exorcismo sobre nós, tratados de comunistas, que ali tínhamos trabalhado por cem anos. Acorda povo. Acorda gente humilde. Com força, mas sem ódio, saíam para as ruas e defendam um país justo, livre, democratico. Padre Getúlio Mota Grossi.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração