Pages

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Papa "excomunga" Globo: concentração das comunicações é ditadura alienante e colonialista.


O Papa Francisco fez um discurso histórico na Bolívia durante a II Encontro dos Movimento Populares. Em uma passagem, passou um recado que, na prática, "excomunga" a Globo:
concentração monopolista dos meios de comunicação social que pretende impor padrões alienantes de consumo e certa uniformidade cultural é outra das formas que adapta o novo colonialismo. É o colonialismo ideológico.
Lembramos que "impor padrões" é uma forma de ditadura.

Em outros trechos o Papa continuou batendo duramente no capitalismo neoliberal defendido pela Globo, Aécio, Bolsonaro, FHC, Malafaia, Eduardo Cunha, Itaú, etc.

Adivinha se Jornal Nacional mostrou estes principais trechos do discurso? Que nada. Censurou quase tudo o que o Papa falou, só mostrando "abobrinhas". Não mostrou nenhuma crítica ao capitalismo neoliberal, nem mostrou a pregação pela distribuição de renda e das riquezas.

Ao censurar, o Jornal Nacional confirmou o papel alienador da Globo.

3 Comentários:

Elena Osawa disse...

É isso aí Papa Francisco! Suas palavras foram certeiras.

Arlete Nieviadomski disse...

E não há necessidade de acusar o Papa de esquerdista,, pois a verdade pode estar em todos os lugares. Basta tentar enxerga-la dentro de si, sem a bengala da imprensa.

Minos Adão Filho disse...

Deus se apresenta de várias formas, tenham a certeza que o fim da Globo está próximo, não há mal que se perpetue para sempre, a escória de agregados de fâmulos da Globo está em contagem regressiva, podem acreditar, a varredura nos meios de comunicação no Brasil está em contagem regressiva, essa manipulação que leva a sociedade ao erro e colocar irmãos contra irmãos está chegando ao fim, acredite.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração