Pages

domingo, 12 de julho de 2015

A semana em que Dilma furou a bolha do golpe tucano.


A semana passada começou com o PSDB fazendo da sua convenção nacional um ato golpista para derrubar a presidenta Dilma no tapetão.

Na segunda-feira (6), enquanto Dilma trabalhava, recebendo no Planalto pessoas com deficiência para sancionar o Estatuto, os jornalões e portais do PIG (Partido da Imprensa Golpista) pregavam abertamente o golpe e diziam que só faltava o alfaiate do Aécio terminar de fazer o terno da posse para ele assumir a presidência.

Na terça-feira, os tucanos acordaram com a entrevista de Dima na Folha de São Paulo. Dilma carimbou na testa dos tucanos a pecha de golpista. E disse para não provocarem um golpe porque teria reação e ela enfrentaria os golpistas.

O resto da semana foi o que se viu. Os tucanos se defendendo, tentando se explicar que o golpe tucano não seria golpe, sem conseguir convencer ninguém, e que não seriam golpistas, sendo. Os petistas explicando que não existe outro nome para a atitude tucana que não seja GOLPISTA.

O PMDB e os partidos da base governista se posicionaram contra o golpe.

O PIG baixou a bola e viu que o golpe não encontrou receptividade. Teve colunista da Folha tucanófilo chamando Aécio de golpista mimado em busca de um brinquedinho chamado presidência.

Até o poder econômico não quis saber de desestabilizar o Brasil, porque nosso país ainda é fator de estabilidade econômica no cenário mundial (dívida relativamente baixa em relação ao PIB, reservas cambiais altas, etc). Até os economistas mais ortodoxos vêem o Brasil retomando o crescimento em 2016. Um golpe só atrapalharia essa retomada e bagunçaria a economia.

Nem o Itaú quer saber de golpe a esta altura do campeonato, afinal banqueiro pode amar de paixão um golpe e uma ditadura, mas só se for para ganhar mais dinheiro. Não estão dispostos a arrumar confusão no Brasil em um momento do mundo em que até a Bolsa da China teve queda expressiva, que a Europa está patinando com os problemas da Grécia (e a Grécia é apenas o caso mais grave). Principalmente com as recentes declarações do Diretor do Departamento de Pesquisa do FMI, Olivier Blanchard, alertando que o legado mais complicado da crise nos próximos anos será o excesso de dívida dos países ricos (incluindo governos, empresas e famílias de países ricos da Europa, EUA e Japão), mas... os países em desenvolvimento não tem esse problema, insinuando que o Brasil sairá muito bem da crise, começando a virada a partir de 2016.

Enquanto os tucanos gastaram uma semana de intrigas discutindo se seu golpismo é ou não é golpe, Dilma trabalhou, e muito.

Na segunda-feira sancionou o Estatuto da Pessoa com Deficiência e assinou a Medida Provisória criando o Programa de Proteção ao Emprego, que garante aos trabalhadores o direito de negociarem a redução da jornada de trabalho por um certo tempo, em vez da demissão, nos caso de empresas precisarem atravessar um período de crise com queda na produção.

Na terça-feira, Dilma voou para a Rússia para o Encontro dos presidentes dos BRICS (bloco de países composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Lá começou a funcionar o Novo Banco de Desenvolvimento, criado por estes países, para financiar a infraestrutura. Traduzindo: abriu uma nova linha de financiamento para gerar empregos no Brasil. Muitos outros acordos foram entabulados para aumentar a cooperação econômica, cultural, tecnológica, científica e educacional, tanto para aumentar exportações brasileiras como para atrair investimentos. O objetivo é gerar mais empregos, renda e desenvolvimento para os brasileiros.

Depois visitou a Itália, com agenda semelhante de conquistar mercados via exportações e atrair investimentos. Os italianos mostraram interesse em comprar o novo avião cargueiro KC 390 fabricado pela Embraer. Tudo para gerar empregos e renda para os brasileiros.

Na semana, os Ministérios da Educação e da Saúde autorizaram a abertura de 2.290 novas vagas em cursos de medicina, em 36 municípios do interior. Faz parte da estratégia do programa Mais Médicos formar mais profissionais no Brasil e para atender nas cidades do interior. Por falar em Mais Médicos, o programa completou dois anos com absoluto sucesso e satisfação da população atendida.

O Sisutec (Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica) ofereceu 83.641 vagas gratuitas em cursos técnicos do Pronatec em 515 municípios.

O golpe esvaziou e o povo está vendo: enquanto Dilma trabalha, os demotucanos atrapalham.

Até o jornal "O Globo" jogou a toalha. Deu na coluna do Ilimar Franco:
Derrota anunciada

Governistas e opositores não creem que o TSE cassará o diploma da chapa Dilma-Temer. Avaliam que o PSDB terá o voto de apenas dois ministros: Gilmar Mendes, do STF; e João Otávio de Noronha, corregedor do Tribunal.

4 Comentários:

Eduardo de Paula Barreto disse...

.

A PRECE DE LULA

Meu companheiro Deus
Aqui estou eu de novo
Para agradecer pelo Seu
Cuidado com o nosso povo
Que é tão corajoso e esforçado
Na rotina de carregar o fardo
Que sobre as costas tanto pesa
Sou-Lhe grato por ter permitido
Que eu visse o povo sair do nocivo
Círculo vicioso da pobreza.
.
Cortava o meu coração
Ver crianças de todo o Brasil
Morrendo de inanição
Enquanto a direita servil
Anunciava que tinha que ir
Implorar favores ao FMI
Para fazer o País crescer
Mas a única coisa que crescia
Era o espaço na barriga vazia
De quem não tinha o que comer.
.
O pobre não tinha esperança
De conseguir mudar de vida
Porque a social discrepância
Era a ideologia defendida
Pelo Governo de direita
Que considerava perfeita
A sociedade em castas dividida
Como no tempo da escravidão
Feitores com chibata na mão
E escravos chorando as feridas.
.
Tive a chance de implementar
Vários programas sociais
Que estimularam a pescar
Quem nem se lembrava mais
Do prazer de ver num dia de sol
Um peixe pendurado no anzol
E depois servi-lo na mesa
E assim descobri que na verdade
O pobre só queria a oportunidade
De produzir a sua própria riqueza.
.
Mas agora vejo entristecido
Que o fantasma do passado
Nunca aceitou ter perdido
O comando do Estado
Por isso de maneira torpe
Está investindo num golpe
Baseado na desconstrução
Do Governo legítimo
Que foi escolhido
Pela maioria da população.
.
A direita cria dificuldades
E o caos na economia
E diz ter a capacidade
De resolver o que não resolvia
E para conquistar Brasília
Convida para a quadrilha
Os formadores de opinião
Que dizem em todos os cantos
Que na oposição só tem santo
E que no Governo só tem ladrão.
.
Peço-Lhe meu Deus do céu
Para finalizar esta oração
Que o Senhor remova o véu
Que esconde a conspiração
Para que o Brasil prossiga
No processo de melhoria de vida
Do cidadão brasileiro que tem
O simples desejo de ser feliz
Peço que abençoe o meu País
Obrigado companheiro, amém.

Eduardo de Paula Barreto


.

Ricardo disse...

Parabéns Eduardo de Paula, muito bom!

Vitor Menezes disse...

A verdadeira Prece da Gratidão. Parabéns Eduardo de Paula.

henrique de oliveira disse...

Como sempre digo , Covardes não dão golpes.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração