Pages

quinta-feira, 12 de março de 2015

Na CPI, Eduardo Cunha reafirma que foi FHC quem abriu a porteira da corrupção na Petrobras.


Em seu depoimento na CPI da Petrobras, o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) disse que foi o governo FHC que abriu a porteira da corrupção na Petrobras:

"Não tenho a menor dúvida que a mudança na regra de licitações, quando a Petrobras adotou o regulamento próprio de licitações, foi o que motivou e permitiu a formação do cartel", afirmou, citando decreto de FHC que liberou a empresa de seguir as regras da Lei de Licitações. "Isso foi a porta aberta para que se permitisse instalar uma possível lista de privilegiados nas obras e serviços da Petrobras."

Cunha já havia dado esta mesma declaração em entrevista ao jornal El país.

O deputado depôs na CPI por ter um inquérito aberto contra si pelo Procurador-Geral da República na operação Lava Jato.

O depoimento demonstrou que o PSDB e o DEM fizeram acordão com Cunha e com o PMDB para sequer fazer perguntas. Até os pitbuls do PSDB e do DEM derramaram-se em elogios, em comportamento muito diferente do que fazem à outros interrogados.

Os deputados do PT falaram do tratamento igual que todos devem ter, de ninguém ser tratado como pré-condenado, ainda mais sem provas.

O deputado Jorge Solla (PT-BA) mandou bem ao aproveitar seu tempo para exigir a reforma política com o fim do financiamento empresarial de campanha e cobrou o "Devolve, Gilmar!". Todos os parlamentares do PT deveriam insistir sistematicamente nesta pauta para o assunto pegar e cair na boca do povo.

As perguntas mais incisivas ficaram por conta do deputado Ivan Valente (PSOL-SP) e da deputada Clarissa Garotinho (PR-RJ), filha do ex-governador Garotinho, que se tornou adversário de Cunha nos últimos anos por causa da política regional do Rio de Janeiro.

2 Comentários:

Maia Oswaldo disse...

Helena, paira alguma dúvida a respeito da conduta dos delinquentes oposicionistas escalados pelo líder da QUADRILHA TUCANA para ocultar a verdade sobre os verdadeiros ladrões que saquearam a PETROBRAS por mais de 20 anos? Considerando que agora virou modo acusar quem já morreu, o NETINHO DO VOVÔ vai exigir que sejam ouvidos o PAPA JOÃO PAULO II e a MADRE TERESA DE CALCUTÁ. Durante a MANIFESTAÇÃO DO DIA 13, vamos todos exigir a prisão preventiva dos LADRÕES TUCANOS que permanecem livres, leves e soltos, devidamente protegidos pelo ENGAVETADOR GERAL DA REPÚBLICA e pela IMPRENSA CRIMINOSA. Fui!

Cesar Henrique de Oliveira disse...

Quer dizer que aquilo que Eduardo Cunha estava ontem era um depoimento a uma CPI?
Cara pensei que era uma homenagem.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração