Pages

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Lula: Para a oposição e imprensa, disputa eleitoral ainda não acabou


O ex-presidente Lula disse ontem  que para  a oposição a e a imprensa a disputa eleitoral ainda não acabou. Lula defendeu a presidente Dilma  e afirmou que o segundo mandato  da presidente será uma "surpresa" e que Dilma vai  fazer o melhor governo do país.

Lula afirmou que a presidente dará um "show" nos próximos quatro anos. "Tenho a convicção de que aqueles que estão atacando a presidente Dilma - e parece que as eleições não acabaram ainda - vão ter uma surpresa com o segundo mandato. Vão ter uma surpresa extraordinária porque ela sabe que tem que fazer o melhor governo desse país", disse Lula, ao discursar no evento do Cultivando Água Boa, programa de sustentabilidade desenvolvido pela Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu (PR).

Lula teve dois encontros com Dilma em Brasília, para discutir o segundo mandato, a escolha dos novos ministros - especialmente o da Fazenda

 Lula lembrou das dificuldades enfrentadas em seu primeiro mandato, marcado pelo mensalão. "Não foi fácil. Tentaram até falar em impeachment para mim. Eu disse a eles: "Vocês querem impeachment? Nós vamos disputar é na rua. Vamos para a rua conversar com o povo"", afirmou. O ex-presidente reclamou dos adversários e disse que eles "têm que aprender a respeitar o resultado das urnas".

"As pessoas precisam parar de achar que democracia só existe quando eles governam o país".

Lula disse ainda que Dilma é vítima do preconceito de classe, por promover políticas públicas voltadas para os mais carentes. "O ódio demonstrado contra a presidente Dilma não é porque em nenhum momento ela prejudicou o sistema financeiro, os empresários. O ódio é exatamente porque a filha do pequeno agricultor está virando doutora neste país. É porque um catador de papel já não anda mais de cabeça baixa como se fosse um cidadão de quinta categoria." Em novos ataques aos meios de comunicação, o ex-presidente afirmou que a "televisão brasileira prefere mostrar as coisas que não deram certo nesse país" e que a "imprensa tem predileção para anunciar desgraça".

Lula sinalizou que pretende se manter na vida política e, em tom de brincadeira, disse que tem pedido em suas orações por mais alguns anos de vida. "Tenho conversado com Deus todo dia: "Ó, o céu pode ser muito bom, mas quero ficar na Terra mais um pouco. Pode ir levando quem você quiser, mas me deixa aqui um pouco mais, porque acho que temos coisa para fazer neste país." 

Depois da visita a Foz do Iguaçu, Lula cancelou a agenda que teria no Uruguai, por conta da morte do ex-ministro da Justiça de seu governo Márcio Thomaz Bastos, e voltou para São Paulo para o velório e enterro do criminalista. Visivelmente abalado, Lula pediu um minuto de silêncio no evento.

1 Comentários:

Cópias Pioneira disse...

Ê LULA...ESSE É O NOSSO LULA/2018. MUITA SAÚDE COMPANHEIRO POIS TAMOS JUNTOS NESSA....

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração