Pages

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Aeroporto de Aécio, abalou a campanha tucana, diz jornal Estadão



Aécio Neves, voltou a defender nesta terça-feira, 22, a construção, do  aeroporto em terreno de seu tio  no município de Cláudio, no interior do Estado, quando ele era governador

A campanha tucana convocou a imprensa, mas Aécio se recusou a responder a perguntas feitas pelos jornalistas que estavam no comitê central, em São Paulo. O candidato fez apenas uma declaração sobre a legalidade da obra, sem dizer se fez ou não uso do aeroporto, que fica a 6 quilômetros da fazenda de sua família.

Reportagem publicada no domingo pelo jornal Folha de S.Paulo revelou que o governo mineiro gastou quase R$ 14 milhões na construção do aeroporto de pequeno porte na área que pertenceu ao tio-avô de Aécio, Múcio Guimarães Tolentino, ex-prefeito de Cláudio. Conforme a reportagem, um dos filhos de Múcio, Fernando Tolentino, disse que o próprio Aécio, seu primo, usa a pista sempre que visita a cidade.

No rápido pronunciamento, Aécio acusou o PT de estar por trás da divulgação do caso.

Abalo.

O caso do aeroporto abalou a campanha tucana. Aécio cancelou sua agenda nesta terça e passou o dia em Belo Horizonte articulando sua defesa.  Embora digam oficialmente que não há crise na campanha, aliados do senador admitem reservadamente que o sinal amarelo foi aceso depois que o caso foi repercutido pelo Jornal Nacional, da Rede Globo.

A estratégia para sair da defensiva já foi traçada: culpar a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pelo vazamento e o PT pela propagação da história e por tentar politizar a denúncia. “Esse assunto ocorreu em 2010. A denúncia foi feita, claro, por vazamento de algum órgão de governo que tenha a informação e controla o funcionamento do aeroporto”, disse o senador José Agripino (DEM-RN), coordenador da campanha de Aécio, sem citar nominalmente a agência.

A Anac anunciou que vai apurar se aviões pousaram ou decolaram da pista em Cláudio, pois o aeroporto não tem autorização do órgão para operar.

O PT entrou nesta terça com um pedido para que a Procuradoria-Geral da República abra inquéritos civil e criminal para investigar se houve irregularidades cometidas pelo candidato do PSDB. A sigla solicita que sejam apurados práticas de improbidade administrativa, crimes de peculato, prevaricação e outros.

Na capital mineira, o promotor Júlio César Luciano, do Ministério Público estadual, disse que instaurou um procedimento prévio de investigação para apurar o caso.

4 Comentários:

Brasil esperança disse...

se fosse apenas o aeroporto que ja é uma enorme corrupçao com dinheiro publico, alem dos ja 4. 3 bilhoes que ele surrupiou da saúde, temos tambem, imoveis nao declarados a receita federal, e por cima a grilagem de terra que Aecio promoveu em Minas Gerais, fruto da maior parte de suas riquezas. nao declaradas ao fisco

Sérgio Rodrigues disse...

HAJA SUPERFATURAMENTO!...SE UTILIZARMOS O PADRÃO DNIT DE CONSTRUÇÃO RODOVIÁRIA, ESSA PISTA DE 1 km custaria no máximo R$ 5,0 milhões. SE o TCE auditar a conta não vai fechar!"..

MARCIO WILK disse...

Muito estranho o sair alguma coisa no JN, será mesmo que deram a notícia, a denúncia, ou abriram espaço pro Aécio se defender e atacar o PT?? Veja bem, caro amigo!

Arthur disse...

A campanha do Arrocho está em queda livre !

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração