Pages

sexta-feira, 30 de abril de 2010

PSDB oferece à Paulo Maluf indicação de vice para Serra

Um jantar na noite desta quarta-feira, reuniu o Deputado Federal Paulo Maluf com o presidente do PSDB, Sérgio Guerra. A parte da conversa que pôde ser divulgada girou em torno do apoio da sigla de Maluf em troca da indicação do vice de José Serra.

O encontro acontece logo após Maluf sofrer condenação em primeira instância por um processo de furto de galinhas.

O escândalo conhecido como "frangogate" deveu-se a compra superfaturada de frangos para a merenda escolar da prefeitura da capital paulista, em 1996. A compra de 1,4 t de frango custou R$ 1,39 milhão ao município. A empresa fornecedora das "penosas" pertencia à sua mulher e a uma de suas filhas.

Maluf também foi incluído, no mês passado, na lista de procurados da Interpol, pela promotoria criminal de Nova York, que o acusa de "conspiração com objetivo de roubar dinheiro da cidade de São Paulo a fim de possuir fundos no Brasil, Nova York e outros lugares, e ocultar dinheiro roubado."

Por isso, Maluf obviamente declinará de candidatar-se a vice, e fala-se em Francisco Dornelles, com a benção de Maluf.

O jantar foi na casa do deputado federal Pedro Henry (PP-MT), velho conhecido de José Serra do tempo do escândalo sanguessuga, das ambulâncias, do qual é réu. Quando Serra era ministro da Saúde no governo FHC, Henry estava no PSDB.

A imprensa agora trata os dois políticos com reverência quando apoia José Serra. Até pouco tempo, Henry foi tratado como "mensaleiro", por envolver-se também no escândalo do mensalão de Roberto Jefferson, onde também é um dos réus.

Em eleições, apoios não se dispensam (contanto que as conversas girem dentro de assuntos republicanos), mas imaginem se esse jantar fosse com lideranças do PT, o escarcéu que a imprensa demo-tucana estaria fazendo.

Pedro Hernry e Paulo Maluf tiveram experiências desagradáveis com a Polícia Federal no governo Lula. Pelo jeito contam com a certeza de que com José Serra, eles "poderiam mais".

 Nas fotos, evento em Mato Grosso, em 2001, de entrega de ambulâncias, que depois descobriu-se que eram superfaturadas. Com a participação dos irmãos Vedoin, junto com o então ministro José Serra (PSDB/SP) e Pedro Henry (no PSDB/MT nesta época).


O evento também violou a lei eleitoral, ao promover pessoalmente nomes de deputados e de José Serra nas ambulâncias, que eram bens públicos.

11 Comentários:

X-MAN disse...

Eu não sou tuitiero, mas quem é deveria informar lá no twwiter do vampirão: Lula é o politico mais influente do mundo sim, basta ver como a imprensa internacional noticiou a premiação.

Antonio Carlos Silva - RJ disse...

É muito complicado uma disputa onde o adversário tem total imunidade pela imprensa vagabunda e setores do judiário para cometer qualquer barbaridade .
Mas, vamos em frente, SEM ESMORECER .
Eu preciso saber dos nossos companheiros como faço pra substituir o provedor UOL para a minha conexão OI Velox, haja vista o meu ódio a cobertura política da UOL/FSP .

Saudações Petistas !

alex disse...

PIG PORCÃO NUNES NÃO GOSTOU!

Lula é mais um na última edição da lista que invariavelmente exibe, além de governantes competentes e homens de bem, o cortejo de figuras repulsivas, ineptos juramentados, perfeitas cavalgaduras, extravagâncias cucarachas, infâmias africanas, abjeções de grotão e jecas tropicais. Em 2004, por exemplo, Lula estreou na relação em companhia do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-il, e do psicopata Osama Bin Laden.



O coreano atômico reapareceu no ano seguinte ao lado do tirano aprendiz Hugo Chávez. Em 2006, o bufão venezuelano fez parceria com Mahmoud Ahmadinejad. A lista de 2007 reincorporou Bin Laden e abriu vagas para o genocida sudanês Omar al-Bashir e para ditador interino Raúl Castro, eleito gerente-geral de Cuba pelo irmão mais velho. Até o boliviano Evo Morales conseguiu virar personalidade com influência mundial em 2008.


Incluído pela segunda vez na relação da Time, Lula está empatado com Hugo Chávez e Osama Bin Laden.

(quem vociferou o textinho acima foi o "augusto nunes", periodista quase aposentado e que agora tá filando uma boquinha na Veja.Com)

Galera da Dilma disse...

É isso que queremos para o futuro do nosso país? Por favor Serra NÃO!!!

Jonas disse...

Só "gente boa". Parabéns!

Nice Facundo disse...

Que dizer que o Maluf vai aparecer no horário eleitoral do Serra?

Bom! Como uma parcela dos paulista adoooora! Talvez essa seja uma tática desesperada da oposição pra ver se ganha pelo menos em São Paulo.

Armando disse...

Cada vez mais identificado com a máfia siciliana.
Cada um procura o seu igual. Se não der certo com o maluf, poderiam tentar o pp. chefão, sem intermediários, Daniel Dantas.

Avante!

armando do prado

WEILAND disse...

hahahahah PSDB e Maluf... assim eles perdem a eleição no 1 turno

Carlos disse...

SP é governado pela tríplice aliança tucanato-quercismo-malufismo, logo não é de se estranhar a tentativa de atrair o PP. Resta saber o que o resto do PP pensa disso, já que em sua propaganda eleitoral não se cansou de alardear sua participação no governo Lula. Malufismo e quercismo são fatos paulistas, o que reforça a tese de que serra quer ganhar a eleição só com votos de SP e do sul.

VERA disse...

Maluf e demos-tunganos-pig: "Tudo a ver"! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Admar disse...

Olha o desespero ai, eles estão fazendo aliança até com o capeta, ladrão, corrupto, senvergonha, sujo, etc., é o partido da èticaBOSTA é o PSDBosta!!!

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração