Pages

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

'Le Monde': O perigoso cinismo dos políticos do Brasil







Matéria publicada pelo  jornal Le Monde desta segunda-feira (6) traz uma análise crítica sobre as recentes votações do Congresso Nacional brasileiro, que livraram o presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves de denúncias por crimes de corrupção.

Sob o título "O perigoso cinismo dos políticos do Brasil", o artigo fala sobre um verdadeiro "divórcio" entre Congresso e a população.

O diário francês faz uma retrospectiva do placar das votações e das suspeitas envolvendo Temer e Aécio.

De acordo com Monde, o presidente mais impopular desde a redemocratização brasileira, é acusado de participação em organização criminal e obstrução à Justiça, enquanto Aécio é suspeito de corrupção passiva e também de obstrução à Justiça, relata o jornal.

Le Monde diz que Temer e Aécio são considerados pelos analistas como “cadáveres políticos”. O vespertino aponta que, mesmo assim, apesar de todos os indícios, os deputados e senadores brasileiros preferiram inocentá-los e encerrar a tramitação das denúncias apresentadas pela Procuradoria Geral da República.


Divórcio entre Congresso e população

Le Monde analisa que a decisão do Congresso brasileiro reflete a crise política pela qual o país atravessa. Citando o cientista político Ruda Ricci, o  noticiário afirma que as decisões do Parlamento brasileiro “não têm mais ligação com o que pensa a população”.

"A complacência dos parlamentares destes dois caciques apanhados pelo escândalo "Lava Jato" mantém a desconfiança da opinião em relação a seus líderes, observa Le Monde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração