Pages

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Explosão de bueiros no Rio! O culpado tem nome e endereço: Aécio Neves


Alô, bloco "Minas sem censura":

A explosão de bueiros no Rio de Janeiro, nas instalações da concessionária de eletricidade Light, tem um responsável político direto: Aécio Neves (PSDB/MG).

Vamos entender o caso:

1996, Maio - José Serra (PSDB/SP) privatizou a Light quando conduziu o programa neoliberal de privatização no governo FHC, como ministro do planejamento, alegando que a mão invisível do mercado é que tinha dinheiro para investir.

1996 a 2009 - A Light privatizada não investiu como Serra alegava que faria. Sofreu todo tipo de especulação financeira, trocou de mãos algumas vezes depois de privatizada, demitiu técnicos e terceirizou serviços com mão-de-obra barata e menos qualificada; e deixou de investir na manutenção da rede e na troca de equipamentos antigos, com "prazo de validade" vencido, que estão explodindo em série.

2009, Dezembro - Aécio Neves (PSDB/MG), quando era governador de Minas, recomprou o controle da Light (que pertencia à Andrade Gutierrez, entre outros acionistas privados), através da CEMIG. Agora ele é o responsável político direto pela lerdeza da empresa em fazer manutenção e troca de equipamentos vencidos, que colocam a vida da população em risco.

Conclusão: Os acionistas privados deixaram parte da rede da Light "apodrecer", tirando o máximo de lucros da empresa, sem gastar o necessário em manutenção. Venderam a empresa "bichada" pelo preço de nova ao então governador Aécio Neves, passando a sucata para a conta do estado (através da CEMIG) pagar o conserto caro que terá que fazer, e que não foi feito em mais de uma década privatizada.

Esse é o choque de gestão demo-tucano. Privatizam os lucros para os magnatas amigos e financiadores de campanha dos tucanos e socializam os prejuízos para o povão pagar a conta.

8 Comentários:

Eugenio disse...

O Aécio é o culpado? Quem intermediou o negócio foi a Globo, o então pretenso candidato Aécio, acreditava que a Globo poderia apoiá-lo, e fez essa negociata.

Anônimo disse...

Nestas questão existe uma diferencia entre governos de esquerda e de direita, pois os da direita goveram para grupos privados enriquecerem cada vez mais as custas do contribuite, já os de esquerda implementam algumas políticas públicas que reverte, pelo menos um puco dos impostos, mas nas GRANDES QUESTÕES ambos os seguementos seguem a risca a CARTILHA da DITADURA GLOBAL, DO IMPERIALISMO, DA AGENDA DO G-7, ou seja, mudar para ficar tudo como está.
LAMENTÁVEL, como eles veêm nariz vermelho no povo.

Roberto Locatelli disse...

É um absurdo!! Isso tem que ser denunciado em todos os blogs e no twitter, tem que haver uma CPI. Pessoas estão morrendo.

Reg disse...

Não sei se é para rir ou chorar, e não é que o Artur, da campanha, o arthur virgílio, quer ser prefeito do Rio.
O cara só pode estar de sacanagem com os cariocas.
Quer dizer que o artur acha que carioca não tem internet, não é politizado, não é bacana, não é sacana?
Artur, nã,nã,ni,na,não.
Carioca não vota em tucano, nem em morto.
Embora já tenha votado, quando a votação era por meio de cédulas, em ladrão, macaco tião, fdp.
Sem esquecer que sujava as cédulas de papel com cocô.
Passamos desta fase debochada.

Carlos disse...

Templates novo do blog é legal

Sergio Hernandes disse...

Ué, então, porque a globoboca não diz isso ?

CEMIG disse...

Esclarecemos que o senador Aécio Neves não tem qualquer tipo de ingerência na Light, empresa de capital aberto controlada por vários grupos, sendo um deles a Cemig. A rede subterrânea da Light tem cerca de 50 anos, sendo que, nos últimos anos, vem apresentando problemas que não podem ser imputados apenas a uma possível falta de manutenção. Os controladores da Empresa estão empenhados na solução do problema.
Cabe ressaltar, por exemplo, o fato de que várias dessas explosões na rede terem sido causadas por gases nas galerias. A ocorrência de gás pode ter origem de vazamento dos dutos de distribuição de gás e também de esgotos e detritos lançados irregularmente na galeria.
É incorreto dizer, ainda, que o investimento na melhoria da rede subterrânea do Rio será suportada pelo Governo de Minas ou pela Cemig. Os recursos são exclusivos da receita gerada pela Light. Nenhum aporte foi ou será realizado pela Cemig ou pelo Governo de Minas na Light.

Diretoria Cemig

IDGPOL disse...

Como um'tiririca', pergunto para que serve um 'Ministério de Minas(não gerais,sic) e Energia?? Se isso ocorreu ou ocorre, onde estam os que gestam o setor enegético??

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração