Pages

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Grupo faz protesto em palestra de Sérgio Moro em Nova York: Moro golpista



A palestra do juiz Sérgio Moro foi marcada por protestos dentro da biblioteca da Columbia University, na manhã desta segunda-feira, em Nova York. Diversos participantes se levantaram, com cartazes e com gritos contra o juiz, acusando-o de ser parcial em suas decisões. Muitos gritavam que o impeachment de Dilma Rousseff foi um golpe no Brasil. Ao menos três manifestantes foram expulsos do recinto, atrasando o início da palestra de Moro por cerca de 10 minutos.

Um protesto no lado de fora da universidade também criticava o evento. Professores e estudantes afirmavam que o evento abordava apenas um lado da Lava-Jato e que a operação ajudou no golpe

— Estou muito chateada com tudo isso, este evento não tem um debate universitário, representa apenas um lado — afirma Nancy Fraser, professora de Filosofia da New School University, que realiza o evento em conjunto com outras entidades, como a Fundação Lemann, de Jorge Paulo Lemann.

Muitos brasileiros levantam placas dizendo que Moro é parcial e que o impeachment da presidente Dilma Rousseff foi um golpe. Duas cartas abertas, uma de alunos e professores, e outra do movimento "Defend Democracy in Brazil", estão sendo distribuídas.

— A New School sempre foi uma escola de esquerda e não entendo porque está organizando um evento tão parcial. Tentamos colocar ao menos um nome para o debate, mas não permitiram. Porém, já conseguimos verba com professores e agora vamos fazer um evento plural — disse Luiza Nassif Pires, que faz PhD em economia na New School.

0 Comentários:

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração