Pages

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Combate à corrupção 'esqueceu' do mensalão do DEM, que corre risco de caducar



Promotores, investigadores, delegados e um juiz (Sérgio Moro) têm afirmado em entrevistas que a Operação Lava Jato nasceu para acabar com a corrupção. Ótimo, mas se é para acabar com a corrupção como estão prometendo, como explicar dois casos recentes de impunidade que não tiveram nenhum destaque na imprensa e, obviamente, passaram despercebidos do público?

Alguém lembra do mensalão do DEM?
Em 2012, o então procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ofereceu denúncia ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra 39 envolvidos em crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e desvio de dinheiro público, no âmbito das investigações da chamada Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal.Oito anos depois, mais precisamente no dia 20 de outubro passado, o ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça, atendeu a um pedido de vista do ministro Felix Fischer, e parou  o ...Continue Lendo aqui

 Demóstenes Torres

Também no mês passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) anulou todas as provas obtidas em gravações telefônicas contra o senador cassado Demóstenes Torres (ex-DEM) referentes às operações Vegas e Monte Carlo, .. Continue Lendo aqui


1 Comentários:

Edson Passos disse...

Nosso sistema judicial continua falho, precisa principalmente se desvincular de "indicações" do executivo. Porém, vale lembrar que gostariamos que existisse um partido e políticos que não cometessem crimes quando chegassem ao poder e isso até momento não aconteceu.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração