Pages

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Apoio a Dilma em debates nas redes sociais cresceu em março




Se no Congresso a batalha pelo impeachment está sendo disputada voto a voto, nas redes sociais os posts favoráveis ao governo cresceram de fevereiro para março. A análise é do IP Brasil, indicador que mede a opinião e o alcance dos frequentadores das redes sociais e colunistas da imprensa e foi publicado no jornal Valor Econômico desta sexta feira (08).

Entre 4,7 milhões de posts analisados no mês passado, a política como um todo representou 77% dos debates nas redes e na imprensa em março. O impeachment foi tema de 11% das discussões, o terceiro assunto mais comentado, atrás do presidente Lula (29%) e das investigações da Lava-Jato (18%).

Apesar de ainda desfavorável ao governo, a avaliação a respeito da saída da presidente Dilma  mudou ao longo de março. O IP relativo ao tema passou de 12% para 19%, o que mostra que parte maior das redes sociais defendeu a manutenção do mandato da presidente Dilma. Quanto mais próximo de 0%, pior é a avaliação do público. O impacto das manifestações favoráveis à saída da presidente, no entanto, atingiu 81%, ou seja, foi quatro vezes maior.

As manifestações favoráveis a Lula, principal articulador contra o impeachment, cresceram ainda mais. Em março, houve a condução coercitiva de Lula, a posse como ministro-chefe da Casa Civil e o vazamento da conversa por telefone com Dilma, mas também o início das negociações do Lula a favor de Dilma. Com isso, as manifestações favoráveis a ele pularam de 14% em fevereiro para 29% em março.

A avaliação de Claudio Bruno, diretor de conteúdo da .Map, empresa responsável pelo IP Brasil, é que o apoio ao ex-presidente Lula está se mantendo neste começo de abril, embora ainda não haja dados computados pela companhia. Segundo Bruno, em momentos como o atual, de relativa calmaria no cenário político - ao menos em comparação com as últimas semanas -, as manifestações contrárias ao impeachment crescem.

Bruno ressalta, no entanto, que o crescimento de "posts" contrários ao impeachment não significa que as pessoas estão acreditando menos na saída da presidente. O fato sinaliza apenas que houve maior participação da militância petista nas redes sociais, diz. Ele também destaca que o apoio entre os militantes é maior a Lula do que a Dilma, cuja avaliação positiva está em apenas 8%. A presidente acaba sendo um tema secundário em seu próprio mandato. Ela é o tema principal de apenas 10% dos debates.

5 Comentários:

ESMERALDO CABREIRA disse...

O boicote aos ANUNCIANTES CÚMPLICES DA MÁFIA GLOBO-MOSSACK É PONTO CRUCIAL DO EMBATE POLÍTICO IDEOLÓGICO ATUAL. NA VERDADE, NÓS PASSAMOS DÉCADAS ALIMENTANDO O MONSTRO GLOBAL! AGORA, É HORA DE EXERCERMOS NOSSAS OPÇÕES EM SUA PLENITUDE. TODA MUDANÇA DE COMPORTAMENTO CONSUMIDOR SÓ OCORRE COM MUDANÇAS IDEOLÓGICAS. ESTAMOS PRONTOS!
ANUNCIANTES GLOBAIS: UNILÉVER, NESTLÉ, SEARA, SADIA, COCA-COLA, AMBEV E OUTROS, DEVEM SABER QUE ESTAMOS "DESCOMPRANDO" SEUS PRODUTOS...
A LUTA É PERMANENTE! MANIFESTEM SUAS OPINIÕES!
ESTOU NESSA!
Esmeraldo Cabreira Mestre e Doutor UFRGS

valdemar yano disse...

Não ao Golpe de Estado, vamos a Luta

Dulcino Castro disse...

A DEFESA DA DEMOCRACIA DEVE SER DEFENDIDA,ATRAVS DESSE ESPAÇO COMO TAMBEM NO NOSSO DIA A DIA COM AS PESSOAS COM QUEM CONVIVEMOS DIARIAMENTE, EM OU NA RUA A TODO MOMENTO. OBRIGADO AO BLOG POR ESTE ESPAÇO. DULCINO

Bel disse...

Sugiro ao Blog postar relação resumida das obras do governo Dilma. Se os coxinhas receberem na palma da mão uma lista resumida e desenhada comparando os números em obras do governo Dilma com os números do governo FHC, pode ser que comecem a raciocinar por conta própria, pois a mídia familiar não informa nada sobre as obras do governo Dilma.

Paulo Augusto disse...

NÃO AO GOLPE, QUERO FAZER VALER MEU VOTO E NÃO A TRAIDORES QUE NUNCA GANHARAM NAS URNAS E QUEREM SE APOSSAR DE UM LUGAR QUE JAMAIS ESTARÃO..

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração