Pages

sexta-feira, 11 de março de 2016

Promotores que pedem prisão de Lula coroam o analfabetismo político das manifestações


Da Carta Campinas:

Os acontecimentos de junho de 2013 despertou o gigante (...) do analfabetismo político.
(....)
Desde aquele momento, a oposição ao governo federal anda de mãos dadas com os analfabetos em manifestações e seus lemas. Protestam com a camiseta da CBF conta a corrupção e destilam slogans:

“Golpe para preservar a Constituição”, “Somos todos Cunha”, “Policiais Militares são os anjos da sociedade”, “Direita, esquerda, eu quero é ir para frente”, “PT é ditadura comunista” e tantas outras.

Agora, os promotores que pedem a prisão de Lula, e que já foram acusados de corrupção e incompetência, conseguem coroar de forma brilhante o analfabetismo político.

Ao confundir o pensador Engels com Hegel, os promotores não mostram somente ignorância intelectual, mostram indigência cultural.

É normal não conhecer Engels ou Hegel, muitos brasileiros não sabem quem são, mas não é normal tentar se passar de culto quando se é uma besta. (Glauco Cortez)

1 Comentários:

Pablo disse...

Eles também escreveram " Nietzche" , quando o correto é NIETZSCHE. Quiseram se passar por "elite culta", mas se ferraram de verde e amarelo.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração