Pages

sexta-feira, 11 de março de 2016

Líderes políticos internacionais manifestam apoio a Lula


Ex-chefes de Estado e de governo de diversos países da Europa e América Latina publicaram uma declaração de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Dentre os 14 primeiros signatários estão José "Pepe" Mujica, ex-presidente do Uruguai, Cristina Kírchner, ex-presidenta da Argentina e Felipe González, ex-presidente de governo da Espanha.

O texto destaca a " tentativa de alguns setores de destruir a imagem deste grande brasileiro" e as conquistas sociais do Brasil durante os mandatos de Lula.

Leia abaixo o manifesto:

DECLARAÇÃO

Durante várias décadas, Luiz Inácio Lula da Silva destacou-se como sindicalista, lutador social, criador e dirigente do Partido dos Trabalhadores.

Eleito Presidente da República, em 2002, Lula levou adiante um ambicioso programa de mudança social no Brasil, que tirou da pobreza e da miséria milhões de homens e mulheres. Sua política econômica permitiu a criação de milhões de empregos e uma extraordinária elevação da renda dos trabalhadores.

Seu Governo aprofundou a democracia, estimulando a diversidade política e cultural do país, a transparência do Estado e da vida pública. O Executivo, o Ministério Público e o Poder Judiciário puderam realizar investigações de atos de corrupção eventualmente ocorridos na administração direta ou indireta do Estado.
Preocupa à opinião democrática, no entanto, a tentativa de alguns setores de destruir a imagem deste grande brasileiro.

Lula não se considera nem está acima das leis. Mas tampouco pode ser objeto de injustificados ataques a sua integridade pessoal.

Estamos com ele e seguros de que a verdade prevalecerá.

Cristina Fernández de Kirchner (Argentina)
Eduardo Duhalde (Argentina)
Carlos Mesa (Bolívia)
Ricardo Lagos (Chile)
Ernesto Samper (Colômbia)
Maurício Funes (El Salvador)
Felipe González (Espanha)
Manuel Zelaya (Honduras)
Álvaro Colón (Guatemala)
Massímo D'Alema (Itália)
Martín Torrijos (Panamá)
Nicanor Duarte (Paraguai)
Fernando Lugo (Paraguai)
Leonel Fernández (República Dominicana)
José Mujica (Uruguai)
José Miguel Insulza (OEA)

2 Comentários:

Breno disse...

Por favor, repassem essa mensagem!
Sou Denis Nazário Martins, Brasileiro, 35 anos, casado, pai de uma filha de 07 anos. Não sou filiado a partido algum. Já observei muitas coisas que surgiram no meu Pais – Brasil. Umas boas, outras nem tanto.
Hoje 10.03.2016,com o pedido de prisão preventiva, colocado contra o Ex-Presidente Lula. Posso afirmar com todas as letras, que está um GOLPE em curso contra o direito democrático, o direito da democracia. Esse golpe vem sendo formulado desde as eleições passadas, quando tivemos eleições para presidente de meu país. As articulações da oposição, juntamente com seguimentos da mídia partidária, fazem o complô para incorporar as grandes massas nessa concretização do Golpe.
O Golpe, tem por objetivo destituir a então Presidente da Republica Dilma Rousseff e o seu partido, o Partido dos Trabalhadores. Para isso, em meio as investigações do Judiciário (Processo da Lava Jato), políticos da oposição fazem manobras junto aos “amigos do Judiciário”, para livrar correligionários do seu grupo e lançam investidas, muitas delas questionáveis legalmente, contra o PT.
Nesses últimos dias, o principal alvo está sendo o então Ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Seu histórico como operário, dirigente sindical e duas vezes Presidente do Brasil, dispensa qualquer apresentação. A oposição quer a qualquer custo levar o Ex-Presidente Lula ao tribunal como Réu. Porque, a legislação brasileira afirma na Lei da Ficha Limpa que: Dentre aqueles que não podem ter a candidatura registrada segundo a Lei da Ficha Limpa, destacam-se:
• os condenados por corrupção eleitoral;
• os ocupantes de cargos eletivos que abdicarem de seus mandatos para escaparem de processo por violar dispositivo da Constituição Federal, de Constituição estadual ou de lei orgânica;
• os condenados à suspensão dos direitos políticos por ato doloso de improbidade administrativa;
• os excluídos do exercício da profissão, por decisão do órgão profissional competente, em decorrência de infração ético-profissional;
• os condenados em razão de terem desfeito ou simulado desfazer vínculo conjugal ou de união estável para evitar caracterização de inelegibilidade;
• os demitidos do serviço público em decorrência de processo administrativo ou judicial;
• a pessoa física e os dirigentes de pessoa jurídica responsável por doações eleitorais tidas por ilegais;
• os magistrados e os membros do Ministério Público que forem aposentados compulsoriamente por decisão sancionatória ou que tenham perdido o cargo por sentença ou que tenham pedido exoneração ou aposentadoria voluntária na pendência de processo administrativo disciplinar.
Ou seja, a oposição quer colocar o Ex-Presidente Lula como réu, porque assim ele ficaria impossibilitado de sair candidato nas eleições para presidente em 2018 e consequentemente tentariam uma brecha para pedir o Impeachment da Dilma. Um Golpe descarado contra o direito de escolha do povo. Um Golpe contra a Democracia Brasileira e acima de tudo, um Golpe contra o direito de liberdade. Pois, fere a liberdade de escolha.
Dessa forma deixo o meu repúdio contra o Golpe e o meu apelo aos órgãos internacionais. Para que ajudem a divulgar o que está acontecendo no Brasil. Pois, a grande mídia, conhecida aqui no Brasil como PIG, Partido da Imprensa Golpista, é imparcial e mascará a realidade dos fatos e, muitas vezes faz manobras para manipular a população.
Peço ajuda a todas as pessoas de boa vontade. Que de alguma forma, possamos parar o Golpe. Pois, tudo indica que está em andamento no Brasil, uma Guerra Civil. Uma guerra entre aqueles que apoiam o Governo Eleito Democraticamente pelo voto do Povo (Governo da Dilma-PT) e aqueles que não aceitam a derrota das urnas. Essa guerra é fomentada pela Mídia Partidária e instigada pela oposição raivosa.
Peço que divulgue esse meu desabafo e se possível, ajudem o nosso país com observadores e se possível com agentes militares no acompanhamento direto desse triste momento que passa o Brasil.
Atenciosamente!
Denis N. Martins - Brasil-BR

Lucia Melo disse...

eu amo LULA incondicionalmente.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração