Pages

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

TJ manda aceitar denúncia da propina para o PSDB



O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou que o juiz da primeira instância Rodolfo Pelizzari, da 11ª Vara Criminal de São Paulo, aceite a denúncia contra o ex-executivo da Siemens Marco Missawa, réu em um dos processos que apuram a existência de propina para a aquisição de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) nos governos do PSDB.

O juiz havia recusado a denúncia contra Missawa, o que, segundo o tribunal, foi uma “antecipação indevida da análise do mérito”. O executivo é acusado pelo Ministério Público de fraude em leilões e formação de cartel nas licitações da CPTM entre os anos de 2007 e 2008, durante o governo do tucano José Serra, que envolveram a compra de novos trens para a companhia.

“Com efeito, a rejeição da denúncia não foi acertada”, disse o desembargador Cardoso Perpétuo, relator do processo. Segundo ele, o juiz deveria ter recebido a denúncia feita pelo Ministério Público porque “há claros e irrefutáveis indícios de sua materialidade e autoria”. O acórdão foi assinado em setembro do ano passado, mas só foi divulgado nesta terça-feira.

2 Comentários:

Victor Marian disse...

Passou da hora !!!! Vamos ver se vai até o final

Garcia disse...

Aceitou!
E daí não vai acontecer nada mesmo.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração