Pages

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Perseguição política: MST, CUT e UNE farão ato em apoio a Lula no dia 17



Movimentos populares como MST, CUT e UNE farão um ato em defesa do ex-presidente Lula no dia 17, quando Lula, que esta sendo perseguido politicamente  prestará depoimento em São Paulo, na condição de investigado, sobre um apartamento tríplex no condomínio Solaris, em Guarujá, litoral paulista.

A manifestação deve ser feita em frente ao Fórum da Barra Funda, na capital, onde Lula e sua esposa, Marisa Letícia, serão ouvidos, depois de intimação do promotor de Justiça de São Paulo Cássio Conserino. O Ministério Público de São Paulo investiga a transferência de prédios inacabados da Bancoop - cooperativa do Sindicato dos Bancários que se tornou insolvente

O  líder do MST, João Pedro Stédile,  disse que Lula é alvo de um linchamento midiático. "O verdadeiro objetivo não é prender Lula, porque ninguém saberia as reações do povão. Se ele tivesse cometido algum crime passível de prisão, já estaria preso. Há uma tentativa de desmoralizar o ex-presidente aos olhos da massa desinformada para impedir sua candidatura de Lula em 2018", afirmou. "E já estão conseguindo". Stédile citou pesquisa Ipsos, divulgada na segunda-feira, que indica que 67% dos entrevistados consideram Lula tão corrupto quanto outros políticos. A popularidade dos partidos políticos também foi aferida na pesquisa. O PT ainda é o mais popular, com 6% das preferências. Já os partidos  PMDB e PSDB, tem  4% de preferência .

A maioria, 82% dos entrevistados, disse não ter um partido preferido

Stédile disse  que Lula tem a solidariedade do MST e  que o ex-presidente ainda é a principal liderança popular do país. "Ele tem o direito de disputar em 2018", disse.

Os movimentos populares, unidos na Frente Brasil Popular, devem reforçar o apoio a Lula em atos que serão realizados em março, contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff e pela saída de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da presidência da Câmara.

1 Comentários:

Helena Leal disse...

Pedimos que a divulgação dos atos aconteça, com antecedência, local e hora, para podermos nos programar.Há vezes que em cima da hora ou tempos depois!

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração