Pages

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Salários de Dilma e de Temer também terão corte de 10%



Apesar de a presidente Dilma  ter anunciado somente a redução do salário dos ministros em 10%, como gesto para ajudar no ajuste fiscal, o seu próprio salário e do vice-presidente da República, Michel Temer, também sofrerão o mesmo corte de 10%. Com isso, o vencimento da presidente, que é de R$ 30.934,70, passará para R$ 27.841,23. O vice-presidente e os ministros recebem a mesma remuneração da presidente da República e também terão seus salários reduzidos na mesma proporção.

Na reforma divulgada na manhã desta sexta-feira, 2, Dilma anunciou a diminuição de 39 para 31 ministérios. Com os salários de ministros, presidente e vice, o governo gastava um total de R$ 1.268.322,70, e agora gastará R$ 918.760,55, uma economia de cerca de R$ 350 mil por mês, ou cerca de R$ 4,5 milhões em um ano, levando em conta o corte das 8 pastas e uma soma incluindo o 13º salário dessas autoridades.

 Além da extinção de ministérios, deixarão de existir 30 secretarias das pastas que continuarão com suas atividades. Além disso, serão revistos contratos de aluguel, de tecnologia da informação e segurança. Por fim, Dilma reafirmou que será revisto o uso do patrimônio da União para dar mais eficiência aos imóveis. "A União não pode continuar a ser uma grande imobiliária", declarou.

Entre as medidas, Dilma  anunciou também que ministros não poderão mais viajar em primeira classe. Além disso, apenas ministros terão direito a carro oficial no governo.Além disso, apenas ministros terão direito a carro oficial no governo.

  Os novos ministros tomarão posse em uma cerimônia coletiva na próxima terça-feira, dia 6, às 10 horas. Depois, haverá a transmissão de cargo deles em seus respectivos ministérios. Na segunda-feira, a presidente Dilma estará fora do País, em viagem oficial à Colômbia.

Veja os nomes dos titulares:

Casa Civil - Jaques Wagner

Educação - Aloízio Mercadante

Trabalho e Previdência - Miguel Rossetto

Saúde - Marcelo de Castro

Defesa - Aldo Rebelo

Secretaria de Governo - Ricardo Berzoini

Comunicações - André Figueiredo

Ciência e Tecnologia - Celso Pansera

Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos - Nilma Lima

Secretaria Nacional de Política para as Mulheres - Eleonora Menicucci

Secretaria de Igualdade Racial - Ronaldo Barros

Secretaria de Direitos Humanos - Rogério Sottilli

Portos - Hélder Barbalho

1 Comentários:

Jimmy Anderson disse...

Parabéns pra presidenta! Será que algum governador faria o mesmo?

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração