Pages

sábado, 12 de setembro de 2015

Youssef confirma ter financiado Álvaro Dias, mas para Moro, tucano 'não vem ao caso'


Já no final da longa sessão da CPI da Petrobras realizada em fins de agosto, durante acareação entre o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, o relator, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ) perguntou: "vossa senhoria teve um jato alugado pela prefeitura de Maringá e em determinado momento esse jato foi utilizado por políticos?".

Youssef respondeu: "Na época eu fiz a campanha do senador Alvaro Dias... e parte destas horas voadas foram pagas pelo Paolicchi, que foi secretário de fazenda da Prefeitura de Maringá. E parte foram doações mesmo que eu fiz das horas voadas".... Continue lendo aqui

2 Comentários:

Pedro jacintho da Silva disse...

Curiosamente quem diz que política e políticos não prestam sempre votam em políticos que menos representam o povo e mais as empresas e seus interesses e, portanto contrários aos trabalhadores. Quase sempre não tem coragem de dizer em quem votou, porque no fundo sabe que é contraditório. O que pode justificar um trabalhador votar num Caiado, ou num Eduardo Cunha, em fim em políticos como os TUCANOS e os do DEM, pois votaram fechados a favor da terceirização do trabalho, precanizando e fazendo diminuir a renda do mesmo. Acabaram de votar contra a repatriação dos recursos enviados para fora do país sem o devido pagamento do imposto e até por negócios ilegais. Votaram contra o aumento dos impostos sobre os lucros exorbitantes dos bancos. Votaram a favor da continuidade do financiamento das campanhas eleitoras por empresas, ou seja, suas ações de fato mostram que estão a serviço das empresas para cada vez mais lucrarem em detrimento da classe trabalhadora. Então eu pergunto o que leva o povo a acreditar nestes falsos homens públicos se não é uma profunda alienação e vítimas da manipulação de uma estrutura corporativa de mídia com a tarefa de minar a capacidade natural que a democracia tem de levar com o passar do tempo verdadeiros homens públicos ao poder, cada vez mais fica evidente entre os eleitores quem de fato os representam. Isto explica o caráter cíclico da democracia em países como na América Latina, na medida em que os políticos que representam corporações não têm mais a possibilidade do convencimento prega o golpe, afinal as mesmas mentiras não colam por muito tempo. Acho que chegamos a este ponto de máximo desta curva do tempo da democracia. Chegou a hora de resistirmos e não mais aceitarmos o jogo sujo dos falsos democratas e impedir de uma vez por todas o descenso desta curva e pelo contrário mantermos a ascendência desta curva democrática no tempo, ou seja, sempre subirmos degraus e nunca descermos degraus.

Unknown disse...

O que falta ao PT para tomar as devidas providências com ações de propaganda e advogados competentes lutando e cobrando na justiça, até contra o Moro, Gilmar Mendes, globo, veja e principalmente as peças individuais do psdb, sem e os laranjais espalhados nos poderes...

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração