Pages

domingo, 13 de setembro de 2015

Alckmin paga com dinheiro público R$ 1,5 mi para João Doria Jr. pedir impeachment de Dilma


Os tucanos fazem a festa no cofre público. Quem paga é o povo

 O governador Geraldo Alckmin (PSDB) usou dinheiro em 2014 e 2015 para fazer anúncios em revistas do pré-candidato tucano à Prefeitura de SP. João Doria, como pagamento, organizou uma festa para os tucanos em Nova York, ode falou sobre  impeachment de Dilma. João Doria recentemente  também  convidou o juiz Moro, com todas as despesas pagas,  para dar uma palestra no Lide
 Nas propagandas, valor pago por página é maior que em revistas de grande circulação, como 'Exame' e 'Época'

O governo do Estado de São Paulo, comandado pelo tucano Geraldo Alckmin, pagou R$ 1,5 milhão ao empresário João Doria Jr., um dos pré-candidatos do PSDB à prefeitura paulistana, por anúncios veiculados em sete revistas da Doria Editora, entre 2014 e abril deste ano.

Os pagamentos foram intermediados por duas agências publicitárias contratadas pelo governo, a Mood e a Propeg, escolhidas por licitação, e seguiram os trâmites que regulam a publicidade estatal.

Doria é presidente do Lide (Grupo de Líderes Empresariais), que organiza eventos para empresários de diversas áreas, como o Fórum de Comandatuba, na Bahia. Sua editora possui 19 títulos, que em boa parte são atrelados aos encontros que promove.

Em um dos casos, o governo pagou R$ 501 mil por um publieditorial –formato em que o anúncio é semelhante a uma reportagem– de nove páginas na revista "Caviar Lifestyle", que declara circulação de 40 mil exemplares.

Há casos em que os valores pagos pelo governo foram proporcionalmente maiores em anúncios da editora do que em revistas consolidadas, que passam por verificação independente de circulação.
Alckmin paga mais de 500 mil para a revista "Caviar estilo de vida"
 No dia 5 de dezembro, o governo pagou R$ 259 mil por um anúncio de oito páginas na revista "Meeting & Negócios". Em 15 de janeiro, repassou R$ 202 mil por um anúncio de quatro páginas na revista "Líderes do Brasil".

Uma propaganda com o dobro do tamanho na "Exame", da Editora Abril, custou R$ 292 mil. Também em janeiro, por um anúncio de duas páginas na "Época", da Editora Globo, o governo pagou R$ 71 mil. Já a Editora Três cobrou R$ 479 mil do governo por 18 páginas na "IstoÉ".

Nenhuma das revistas da Doria Editora é certificado pelo IVC (Instituto Verificador de Comunicação), que audita a distribuição das principais publicações –como as outras revistas citadas.

PROXIMIDADE

Doria é filiado ao PSDB desde 2001, segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Ele foi secretário de Turismo na prefeitura de Mário Covas (1983-86), mas nunca disputou eleições. O empresário mantém relação próxima com Alckmin, a quem apoiou na campanha à reeleição no ano passado.

Durante a disputa, o grupo organizou encontros entre empresários e os três principais candidatos. Além de Alckmin, foram convidados Paulo Skaf (PMDB), presidente da Fiesp

Mesmo nos encontros organizados para os adversários falarem a empresários, Doria ressaltava ao microfone que apoiava a candidatura de Alckmin.

Três semanas antes do primeiro turno, Doria organizou um jantar em homenagem ao governador em sua casa. Além dos principais expoentes do PSDB, como o senador Aécio Neves (MG) e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, empresários foram ao evento demonstrar apoio a Alckmin.

Neste ano, em maio, Doria homenageou Alckmin em Nova York, durante encontro organizado pelo Lide em parceria com a Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. Na semana passada, o governador compareceu a dois encontros do grupo de empresários, na capital paulista.

A mesma pratica desde 2006
 Em 2006,o governador de São Paulo era também  o mesmo de hoje, Geraldo Alckmin do PSDB. Na época,  Alckmin prometeu dar um "banho de ética" no país. O banho de ética anunciado pelo candidato tucano à Presidência da República tornou-se uma ducha de água fria com o resultado de uma auditoria na área de publicidade da Nossa Caixa, que revelou que,  o tucano usou o banco oficial para patrocinar eventos da Rede Vida e da Rede Aleluia de Rádio. Autorizou a veiculação de anúncios mensais na revista Primeira Leitura, publicação criada por Luiz Carlos Mendonça de Barros, ministro das Comunicações no governo Fernando Henrique Cardoso. Todos sabem que a Nossa Caixa quebrou e o tucano vendeu para  o governo Lula.

Tal como agora, em que a Folha de São Paulo publica notinha: “Gestão Alckmin paga R$ 1,5 mi a Doria Jr.”:  ~mas só hoje ~ e em letras miúdas, a  Nossa Caixa beneficiou aliados de Alckmin.Emissoras de rádio, TV e revistas de São Paulo foram beneficiadas por contratos de publicidade do banco oficial Nossa Caixa com a influência de deputados estaduais da base do governo de Geraldo Alckmin (PSDB), de acordo com a matéria de  jornais

"O governo Geraldo Alckmin (PSDB) direcionou recursos da Nossa Caixa para favorecer jornais, revistas e programas de rádio e televisão mantidos ou indicados por deputados da base aliada na Assembléia Legislativa"

Ao analisar 278 pagamentos da Nossa Caixa a duas agências responsáveis pela publicidade do banco, uma auditoria apontou irregularidades em 255. O valor total dos contratos giraram em torno de R$ 25 milhões.

E tem mais : Blogueiro antipetista recebe pagamentos do governo Alckmin
 Fernando Gouveia se apresenta com o pseudônimo Gravataí Merengue e como "CEO", ou executivo principal, do site Implicante, que publica e ajuda a difundir notícias, artigos, vídeos e memes contra o PT e a presidente Dilma Rousseff.

O blogueiro que distribui propaganda antipetista a milhares de seguidores na internet recebe há dois anos pagamentos mensais por serviços de comunicação prestados ao governo Geraldo Alckmin (PSDB) em São Paulo.

De acordo com documentos oficiais, a empresa do blogueiro recebeu R$ 70 mil por mês de outubro de 2014 a março deste ano.
  Aos poucos vai se revelando quem paga os anti petista para usar os desavisados a saírem às ruas gritando por  impeachment. E vocês achando que tudo era de graça!. Vale lembrar que o tucano Dória também era o dono do Cansei, que queria derrubar Lula

9 Comentários:

Joacy de Souza disse...

Esse joão dória é um mercenário como também estes tucanalhas golpistas e corruptos de sempre !

sergio m pinto disse...

E depois criticam o governo federal por gastar com anúncios na mídia nativa. Ou o picolé de chuchu paga para não apanhar?

Ricardo disse...

Judiciário (e MP) corrupto: - Se é tucano, não vem ao caso.

Ricardo disse...

Peculato, superfaturamento, corrupção, crime eleitoral: para o Judiciário corrupto, tucanos são inimputáveis.

COMPERJ - Comunidade Pobre do Estado RJ disse...

Concluímos que PF e MPF estão à serviços da quadrilha psdb comandada pela gangue do juiz Moro.

SILVA disse...

Com coisas desse tipo quer dizer que a nossa justiça usa lentes de contato?
Que dependendo de quem for a culpa, e neste caso, so o PT e investigado, com uma lente ocular ampliada mil vezes mais, e quando esse sujeito e psdbTUCANO, essa lente pode ser embaçada ou ate caolha, com desvio do foco?
Que democracia e esta? São duas? de veio PT, de onde veio PSDB? que pais e este? quantas constituições temos mesmo? Nos respondam Doutores!

SILVA disse...

Com coisas desse tipo quer dizer que a nossa justiça usa lentes de contato?
Que dependendo de quem for a culpa, e neste caso, so o PT e investigado, com uma lente ocular ampliada mil vezes mais, e quando esse sujeito e psdbTUCANO, essa lente pode ser embaçada ou ate caolha, com desvio do foco?
Que democracia e esta? São duas? de onde veio PT, de onde veio PSDB? que pais e este? quantas constituições temos mesmo? Nos respondam Doutores!

Dário Longati disse...

Eu já disse tudo que eu tinha a dizer desta filosofia ideológica, canalha, cretina, obsoleta, anacrônica, ARCAICA E ACIMA DE TUDO ANTI-TRABALHADOR DO BRASIL, CLASSE MÉDIA PRINCIPALMENTE, ENGORDANDO OS PORCOS JÁ GORDOS DE TANTO ROUBAR DOS TRABALHADORES DO BRASIL, FALA SÉRIO PSDB E FHC.VAMOS DESALOJAR ESTES LADRÕES DA POLÍTICA BRASILEIRA, EM QUALQUER NÍVEL, PSDB DE FHC NUNCA MAIS.

Vera Brilhante disse...

Cada povo tem o governo que merece e pelo que estou vendo o nosso Povo em sua grande maioria não merecem Dilma e Lula, é demais para eles. "Lula vale a luta""Dilma vale a luta" mas será que este povo que se vende, quando não se faz de desentendido, posa de coitados, e se deixa manipular pelos gravatinhas, é de encher o pote de qualquer um. Só Lula mesmo para aturar.

Quando vejo gente pobre repetindo o que eles dizem na TV, e ainda falm com todas as letras, deu no JN. Ah! eu choro! e sinto que ainda falta muito para sermos livres!

Vou trabalhar, porque ninguém me paga se eu não for a campo.

Trabalho em casa com Internet.

Se alguém se interessar visita minha Fan Page
https://www.facebook.com/renda24hs/

Para se increver.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração