Pages

terça-feira, 12 de maio de 2015

PF usa até caminhão para levar documentos de licitações fraudadas em Curitiba


 A Polícia Federal divulgou balanço da Operação Fidúcia, deflagrada em Curitiba (PR) nesta terça-feira, 12, contra associação criminosa que fraudava licitações e desviava recursos públicos recebidos por meio de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIPs). A operação, desencadeada em conjunto com a Controladoria Geral da União, revela desvios de cerca de R$ 70 milhões.

Segundo a PF, foram apreendidos uma moto e um carro de luxo, um jet-ski com a carreta, computadores e notebooks, além de duas armas de fogo (uma carabina .44 e uma pistola .380) e grande quantidade de documentos. A PF teve de usar até um caminhão.

Dos 11 mandados de condução coercitiva, apenas um não foi cumprido. Dos três mandados de prisão temporária, todos foram cumpridos.

As investigações tiveram início em 2011 e apontam indícios de que o grupo sob suspeita desviava dinheiro recebido em razão de termos de parcerias firmados com diversos Municípios do Estado do Paraná desde o ano 2005, em especial para atuação em programas na área de Saúde.

Segundo a PF, os recursos públicos recebidos eram desviados mediante "diversas condutas, dentre elas a não comprovação de aplicação de taxa de administração, a prestação irregular de contas, pagamentos irregulares a empresas de dirigentes das OSCIPs, pagamentos efetuados para empresas de fachada e saques de altos valores em espécie. Também foram colhidos indícios de fraude em processo de licitação.

A operação mobilizou 70 policiais federais e 6 servidores da Controladoria Geral da União e se estendeu aos municípios paranaenses de Curitiba, Piraquara, Campina Grande do Sul, Marechal Cândido Rondon e Francisco Alves.

Todos os mandados foram expedidos pela Justiça Federal em Curitiba (PR). A estimativa é que o desvio gire em torno de R$ 70 milhões.

Os envolvidos foram indiciados pelos crimes de associação criminosa, peculato, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e violação à Lei de Licitações.

3 Comentários:

Pedro jacintho da Silva disse...

Façam uma pesquisa sobre o número de políticos punidos com a cassação de mandatos e pela inelegibilidade dada pela lei da ficha limpa que vocês verão o PT muito longe das posições de destaque da malandragem na política neste país. A direita não ganhará mais eleições neste país por uma razão muito simples temos democraticamente os mesmos meio que utilizam para difamar e mentir na mesma medida para desmenti-los e, portanto torna-los nulas suas principais armas por décadas, a mentira e inversão de valores. O PIG não está sozinho, agora os resistentes tem a mesma arma, agora a honestidade pode contrapor a desonestidade com liberdade através dos mesmos meios. Lamento mas provavelmente estão desesperados. O que está restando de suspiro para esta direita corrupta deste país é a justiça aparelhada por décadas de governos conservadores tentando a caça às bruxas como na idade média, sem dar direito à defesa desde que o acusado seja representante de causas populares e, portanto de um governo popular. O desespero deles é que com mais um mandato de Dilma e a eleição de Lula para mais quatro anos até a PEC da bengala vai para as cucuias, afinal terá que prorrogar por mais cinco anos até termos literalmente caducos na corte suprema do Brasil. Fora entreguistas, seus dias estão contados.

Lalo disse...

Mais uma notícia vinda do Paraná... Como sempre, onde tem PSDB tem desvios de verbas públicas, principalmente na área da Saúde... Será que o jornalnacional fez matéria de 20 minutos a esse respeito? Como eu não assisto mais esse lixo televisivo, fico sem saber. Mas tenho a certeza de que não foi manchete...

Apelido disponível: Sala Fério disse...

Bom checar se entre as OSCIPS envolvidas está a Sociedade Pestalozzi. A mulher do juiz Moro advoga pra elas.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração