Pages

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Blogueiro antipetista do Alckmin também recebeu do Aécio para atacar Dilma


Appendix trabalhou para Aécio
Agência que recebia verba do governo de São Paulo é de blogueiro que produz conteúdo anti-PT

Citada como cliente da Appendix, agência do blogueiro e advogado Fernando Gouveia, que recebeu recursos do governo de São Paulo e mantinha site antipetista, a Brasil Comunicação, de Belo Horizonte, trabalhou para campanhas tucanas. Dono da empresa mineira, o publicitário Zuza Nacif, em conversa telefônica com a reportagem do jornal O Tempo de Minas Gerais, anteontem, confirmou a relação com a agência paulista e explicou que a Appendix foi acionada por ele para prestar serviços na campanha do senador Aécio Neves (PSDB) à Presidência da República.

Procurado, o PSDB mineiro confirmou que houve um contrato com a Brasil Comunicação em 2014

Depois que a reportagem fez contato com o PSDB, Zuza Nacif mudou a versão inicial apresentada. Ele informou que a participação da empresa de Fernando Gouveia foi em outro trabalho, feito em 2013, sem ligação com a campanha eleitoral. Para o trabalho, a Appendix teria recebido R$ 30 mil.
 A relação da Brasil Comunicação com os tucanos não é nova. Em maio de 2013, Zuza e a agência foram citados em uma matéria feita pelo site da revista “Veja”. Eles foram apontados como administradores de perfis falsos na internet, para postagens em defesa de Aécio. .

A empresa. O publicitário informou que a Brasil Comunicação tem trabalho voltado para criação de sites e planejamento de marketing para redes sociais. O site da empresa, no entanto, é bastante simples, possuindo apenas uma página em branco com o nome da agência, o endereço e o telefone para contato.

Embora tenha sido questionado a respeito de outros clientes, Nacif não quis dar mais nomes, apenas mencionou que também prestou serviços para um banco, cujo nome não foi revelado por “motivos comerciais”. 

Ativista. Neste ano, Zuza Nacif foi citado pelo jornal “Folha de S.Paulo” como uma das pessoas que distribuíram pelo WhatsApp vídeos chamando para o protesto realizado no último 15 de março. O material usava imagens da campanha de Aécio Neves. O publicitário alegou não ter estrutura para produzir vídeos, mesmo sendo dono de agência de publicidade, e afirmou que, como cidadão, tem direito de se manifestar e convocar a população a participar dos protestos pelo país.

- Jornal O Tempo

2 Comentários:

Marcio Oliveira disse...

Mais uma farsa do playboy.

Rita Candeu disse...



se o Muda Mais era ilegal e a coligação foi multada
esse não é o mesmo caso?

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração