Pages

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

PSDB pede cassação de Dilma e diplomação de Aécio como presidente e Aloysio Nunes vice


O mico do ano! Parece piada, mas é verdade. Ridículo!

Minutos antes do início da cerimônia de diplomação de Dilma Rousseff (PT), o PSDB pediu nesta quinta-feira (18) ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a cassação do registro de candidatura da presidente reeleita e do vice, Michel Temer (PMDB).

Além disso, os tucanos solicitaram que o tribunal diplome Aécio Neves e Aloysio Nunes para os cargos de presidente e vice-presidente da República, respectivamente.

Segundo o PSDB, Dilma deve perder a Presidência porque fez uso da máquina administrativa e praticou abuso do poder econômico durante a campanha. Para o partido, estas supostas práticas "comprometeram a legitimidade das eleições".

Os tucanos usam como exemplos de supostas irregularidades "a convocação imprecisa de redes de rádio e televisão para pronunciamentos, a manipulação de indicadores sócio-econômicos, o uso de prédios públicos, entre outros."

Antes da cerimônia de diplomação, marcada para começar às 19h na sede do TSE, em Brasília, o presidente do PT, Rui Falcão, minimizou o recurso. "Deixa a oposição criar seus factoides."

O tribunal não tem data para julgar o pedido, e a diplomação de Dilma irá ocorrer normalmente.

Desde 2011, a câmara arquivou 12 solicitações de abertura de processo contra a presidente. Todos do PSDB. Especialistas dizem que banalização de instrumento é ameaça à democracia

Aécio teve 48,36% dos votos no segundo turno das eleições, contra 51,64% de Dilma.Para quem acha que isso é uma piada, está aqui na Uol

Toffoli diploma Dilma e diz que ações da oposição são "página virada"

A presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) recebeu, na noite desta quinta-feira (18), o diploma de presidente da República das mãos do presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Dias Toffoli. O vice-presidente reeleito, Michel Temer (PMDB), também recebeu o documento. A diplomação habilita os vencedores das eleições a tomar posse no próximo dia 1º de janeiro para o mandato de 2015 a 2018.
Em seu discurso após entregar o diploma a Dilma, Toffoli disse que as ações da oposição para tentar impedir a posse de Dilma são "página virada". "Não haverá terceiro turno na Justiça Eleitoral", disse o presidente do TSE.

O ex-presidente Lula (PT) compareceu à cerimônia e sentou-se bem próximo à tribuna.  Também compareceram o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e o senador José Sarney (PMDB-AP), que se sentou na primeira fileira, entre outras autoridades. 

Neste ano, mais de 700 pessoas foram convidadas para o evento, número bastante superior aos cerca de 250 convidados que participaram da primeira diplomação de Dilma, em 2010. Segundo o cerimonial do TSE, da lista, 20 são convidados da presidente.

6 Comentários:

joao luiz monteiro disse...

Convenhamos
Esta oposição é muito ruim .Tem que melhorar !!!! chega de ''micos''

Sandro Stahl disse...

Esses não tem o menor constrangimento em serem ridículos

Garcia disse...

Aos 62 anos pensei que havia visto de tudo nesta vida, mas eis que surge algo novo... Tucano humorista.

Eduardo Lima disse...

LEI DE IMPRENSA JÁ!

A reforma mais urgente para o Brasil é a reforma dos meios de comunicação. A versão tupiniquim da Ley de Medios dos hermanos argentinos. Como deve ser essa reforma? Em nossa opinião, deve ser radical. Desconcentrar a posse da mídia, realizar concorrências públicas para concessão, exigir conteúdo local ou regional em 60% da grade, garantir o imediato direito de resposta, punir rigorosamente as falsas reportagens e acusações, etc. E você? O que acha? Nossa reflexão sobre o tema está no texto do link abaixo:

http://reino-de-clio.com.br/Pensando%20BR7.html

alício disse...

Aécio e Carlos Sampaio, Deby & Loide.

Ricardo disse...

Parabéns à vitoriosa presidente Dilma e ao Brasil.
Quanto a Aécio e seu partido: triste fim. Atitudes deploráveis e vergonhosas as do candidato derrotado.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração