Pages

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Veja e tucanos: fuga da campanha fraudulenta através do factóide de recontar de votos.

Fatos: reportagem forjada e pesquisa manipulada. Factóide: recontagem de votos.

Para tucanos, interessa mudar a pauta para que esses fatos caiam no esquecimento. Nesse contexto, um factóide vem a calhar: pedir uma auditoria ou recontagem dos votos, para tumultuar e funcionar como cortina de fumaça. Leia mais aqui.

2 Comentários:

Missionária e Escritora Ester Neves disse...

Eu quero saber é do mensalão tucano, que tem até suspeita do assassinato da modelo Cristiane Ferreira, dos aecioportos e das graves denúncias do policial Lucas Gomes Arcanjo,
que já sofreu quatro atentados, por denunciar o Sr. Aécio Neves, que tem provas documentais das denúncias, e a Globo finge que não vê. Palavras que valem mais do que as denúncias
de um bandido. Portanto, que sejam esclarecidos os fortes indícios do envolvimento desse senhor com tráfico de drogas, e execução na sua fazenda.
Qual a sua relação com o seu primo bandido, réu confesso, que tomava conta das chaves do aeroporto clandestino, que está na rota do tráfico internacional da droga? Não Passarão!!!

NEUSA MARIA PAES disse...

Tenho uma indagação: O uso das pesquisas eleitorais falsas não seria uma forma de garantir o golpe que seria dado nas urnas eletrônicas em São Paulo?
Partindo do pressuposto que o PSDB sempre acusa o PT daquilo que ele PSDB faz, o pedido de recontagem de votos, não seria um anúncio daquilo que eles fizeram pra uma virada do Aecio?
Tenho algumas observações que me trazem interrogações sobre o aqui exposto: uma eleitora do bairro de Itaquera, São Paulo, foi votar e já haviam votado por ela, apesar do comprovante ainda não ter sido destacado. Ela se negou a assinar e gravou tudo. Vide: Confira este vídeo no YouTube:
http://youtu.be/VgqDWFgKWsw
Há também está reportagem que nos faz pensar se não seria o oposto do que grita o PSDB, pedindo recontagem de votos, mesmo sabendo isto impossível.vide a reportagem:
http://www.viomundo.com.br/denuncias/gustavo.html
resta saber quantos eleitores passaram pela mesma situação que está eleitora e onde.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração