Pages

terça-feira, 10 de junho de 2014

Só pipocas de micro-ondas no jogo do Brasil podem salvar Aécio.

Não é piada, ou melhor, é piada pronta.

O jornal Estado de Minas é aecista até a medula. Ouviu a Cemig, onde os tucanos mandam de desmandam, e publicaram esse vexame ridículo aí embaixo:

http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2014/06/10/internas_economia,537797/pipocas-de-micro-ondas-vao-causar-picos-de-energia-no-intervalo-do-jogo-do-brasil.shtml
Só faltou consultar a Miriam Leitão. E a bolsa de valores? Vai subir ou vai cair com a pipoca?

Transcrição:

Pipocas de micro-ondas vão causar picos de energia no intervalo do jogo do Brasil

O consumo de energia no Brasil vai cair durante os jogos da Copa do Mundo, mas o país terá que conviver com picos de consumo nos intervalos das partidas e após o seu término. De acordo com Wilson Fernandes Lage, engenheiro de planejamento do sistema elétrico na Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), a expectativa é que no intervalo de Brasil e Croácia – e também logo após a disputa – a rampa de consumo suba entre 20% e 30% na comparação com a demanda habitual. Duas horas antes do primeiro jogo, marcado para as 17h, o consumo vai começar a baixar, chegando a cair entre 15% e 20% durante a competição.

“Muitas empresas, escolas, o comércio vão liberar funcionários e alunos para assistir aos jogos. Nesse momento haverá uma concentração de pessoas em frente a um só aparelho de TV. Aliado a isso, o consumo de outras cargas vai cair”, explica Lage. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) espera redução de consumo e afirma que a preocupação é com os picos de uso. O órgão afirma, porém, que o sistema elétrico brasileiro tem condições para atender a demanda.

“O pico será no intervalo (dos jogos) e será comandado pela pipoca de micro-ondas e pelas geladeiras. Os jogos vão ser no fim da tarde. O sistema aguenta, até porque o período é frio e a energia do ar ar condicionado não vai pesar”, diz o diretor da Safira Energia, Mikio Kawai, Jr. Para Jorge Trinkenreich, diretor da PSR Energia, este ano a situação é mais preocupante do que a do último mundial em função do nível dos reservatórios no país. Ainda assim, de acordo com ele, os picos de demanda durante a Copa poderão serão atendidos pelas termelétricas.

3 Comentários:

hccoelho disse...

Os "especialistas"do em já até clacularam o custo do apagão, agora dão mais um vexame, o milézimo, da crise energética da pipoca. Vasalos do pig.

castro carvalho disse...

Se tiver alguma FALHA no SISTEMA ELÉTRICO durante a COPA pode INVESTIGAR que é sabotagem dos CONTRAS, o POLICIA FEDERAL deveria colocar o AVIÃO ESPIÃO VANT (Veículo Aéreo Não Tripulado) para MONITORAR as LINHAS de TRANSMISSÃO.

Nos podemos CONFIAR na POLICIA FEDERAL não podemos?

henrique de oliveira disse...

Pois é pipoca de micro ondas nos comíamos na era de fhc , depois de LULA e o PT nos só vamos de churrasco , só falta o PIG dizer que de tanto churrasco os brasileiros vão causar um desmatamento monstruoso.Pôde?

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração