Pages

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Escolha de Aloysio PQP como vice de Aécio mostra que tucanos jogaram a toalha



Só o senador paulista Aloysio Nunes (PSDB) aceitou ser candidato a vice de Aécio e foi o escolhido. Ele não tem nada a perder em ser candidato agora, pois seu mandato no Senado é de 8 anos e vai até 2018. Então, mesmo que Aécio perca a eleição, ele continuará sendo senador.

Outros demotucanos preferiram disputar a vaga de deputado, senador ou governador onde vêem mais chances do que arriscar a perder como vice de Aécio e enterrar de vez a carreira política.

Isso significa que até os demotucanos estão dando como certa a derrota de Aécio para Dilma.

Chapa puro sangue não soma votos

Outra derrota política de Aécio foi não conseguir atrair nenhum grande partido, mesmo oferecendo a vaga de vice. Sobrou a tal chapa puro-sangue que, neste caso, significa fragilidade política e falta de opções. Em geral chapa com candidato e vice do mesmo partido não soma votos, além de não somar minutos na propaganda eleitoral.

Clube do bolinha

Aécio é o único candidato de partido grande que não deu espaço para mulheres na política. O PT faz história com Dilma, a primeira presidenta eleita e tudo indica que será a primeira reeleita também. Eduardo Campos, mesmo convivendo às turras, colocou Marina Silva como vice. Já a chapa tucana, continua vivendo no século XIX, onde mulher não tem vez.

Medo de ser abandonado em São Paulo

A escolha de um paulista também mostra o medo de Aécio ser abandonado à própria sorte em São Paulo por seu próprio partido. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) está mais interessado em sua reeleição do que na de Aécio nacionalmente. Tanto é que escolheu como candidato a vice-governador Márcio França, do PSB, partido de Eduardo Campos, adversário de Aécio.

Alckmin também parece não querer nacionalizar a eleição paulista. Além disso, Aécio sofre forte rejeição no íntimo do próprio tucanato paulista porque nas eleições de 2006 ele traiu Alckmin e em 2010 traiu Serra, fazendo corpo-mole em Minas pelas candidaturas presidenciais dos tucanos.

PQP

Deve ter pesado na escolha a forma como Aloysio Nunes trata a imprensa alternativa, que os aecistas gostam tanto de silenciar.

Os vídeos desta nota mostra como o vice de Aécio reage diante de perguntas que não gosta.

1 Comentários:

fabio libertario disse...

POR QUE ESSE BLOG E OUTROS NÃO ADOTAM INSTRUMENTOS DE COMPARTILHAMENTO MAIS EFICAZES E DE MAIOR ALCANCE, COMO O Add THIS? SOBRE O ASSUNTO, ACHO QUE A OPOSIÇÃO E NÃO SÓ O PSDB JÁ ESTÃO QUASE NA LONA, OU NOCAUTEADOS MESMO.,.ELES JÁ NÃO PREOCUPAM TANTO. PREOCUPANTE MESMO, MAS NÃO PARA ESSA ELEIÇÃO, É O BOLSONARO.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração