Pages

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

O Globo recebeu 200 milhões de FHC para ir para Caxias, mas não ajuda vítimas das chuvas

"O Globo", impresso em Duque de Caxias, explora imagem solidária de Zeca Pagodinho para vender jornal, mas não ajuda o município onde instalou seu parque gráfico com nenhum centavo.

Zeca Pagodinho é um ilustre morador de Duque de Caxias (RJ) que ajuda no que pode seus vizinhos, vítimas das enchentes. Outro "ilustre" morador do município não tem a mesma solidariedade. Trata-se do jornalão "O Globo", que se finge de morto para não enfiar a mão no bolso e dar alguma contribuição em solidariedade às vítimas.

O suntuoso parque gráfico das organizações Globo é um gigantesco "dinossauro" com capacidade ociosa que funciona no município desde 1999, construído em grande parte com dinheiro público, seja na forma de empréstimos e contratos generosos no governo FHC, seja na forma incentivos e isenções fiscais.

Aliás "O Globo" não paga um centavo de ISS ao município, nem de ICMS ao Estado, porque na Constituinte de 1988, a turma dos demotucanos isentaram jornais de impostos, mesmo sendo empresas privadas com fins altamente lucrativos.

FHC injetou R$ 200 milhões do BNDES (em dinheiro de hoje)

O Globo tinha sua gráfica no centro do Rio, junto à redação, que dava conta do recado. Hoje, o jornalão sua a camisa para ter uma circulação em torno de 330 mil exemplares no domingo (em dias de semana o número cai para cerca de 250 mil), menos do que tinha em 1997.

O projeto megalômaníaco do novo parque gráfico, o maior da América Latina, era imprimir 2 milhões de jornais por dia no domingo. FHC gostou da ideia, afinal uma mão lavava a outra: o jornalão "formaria opinião a seu favor" para 2 milhões de domicílios e o BNDES entrava com o dinheiro público. Até a Petrobrás na época, através da Refinaria de Duque de Caxias, vizinha, foi convocada a fornecer gás combustível para suprir o jornalão com energia elétrica; com certeza em condições vantajosas para a família Marinho, dona do jornal.

Hoje vemos que o BNDES poderia ter aplicado muito melhor os R$ 200 milhões no município de Duque de Caxias, em outros empreendimentos que trouxessem impacto econômico mais positivo e receitas para a população (que hoje sofre com as chuvas), do que bancar a mera mudança da oficina gráfica da família Marinho.

Aliás, o jornalão só mudou a gráfica. A "casa grande" da redação continuou no Rio.

9 Comentários:

Luis disse...

Podes crer, sem fal;ar nas terras do Projac e nas bordas do Jardim Botânico. Palhaços. Lei de Meiosjá!

Anônimo disse...

O maravilha, já postei no meu Face.

Anônimo disse...

ZÉ, Você sabe dizer onde posso encontrar as fontes oficiais deste empréstimo, pois quero fazer um vídeo no youtube. Mas tem que ter as fontes porque os direitopatas e tucanos não terão como contestar. No mais, excelente artigo como sempre.

Anônimo disse...

OLHA QUE FALTA DE ETICA DO GOVERNO TUCANO INJETAR TANTO DINHEIRO NO GLOBO O BNDES DEVE TER COMPROMISSOS MAIOR A TER QUE INJETAR TANTO DINHEIRO NESSE TAL DE GLOBO,EITA SERA QUE NAO CABERIA O FHC SER CONVIDADO A FALAR EM ALGUMA COMISSAO DO CONGRESSO SOBRE ISSO SE ELE FOSSE DO PT NAO SERIA CONVIDADO E SIM CONVOCADO ENTAO QUE OS ORGAOS CABIVEIS FAÇAM A COISA CERTA E VEJA ESSA QUESTAO.

Anônimo disse...

ORA,ORA O FHC EM SEU GOVERNO FEZ ESSE REPASSE DE TANTO DINHEIRO DE ACORDO COM O QUE ESTA EXPOSTO NESSE IMPAR BLOG,E O SENADO NEM SE QUER CONVIDA ELE PARA EXPLICAÇOES QUEM QUISER NAO SER IMCOMODADO E SER BAJULADO FILI-SE AO PSDB.

Zé Augusto disse...

As fontes do empréstimo:

Neste artigo da Carta Capital http://observatoriodaimprensa.com.br/news/showNews/asp200320021.htm mostra que o BNDES entrou com R$ 58 milhões para o parque gráfico em 1998.

Na calculadora do cidadão do Banco Central corrige o valor do meio do ano de 1998 (jun/98) até dez/2012 pelo IGP-M e deu R$ 200 milhões. https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/exibirFormCorrecaoValores.do?method=exibirFormCorrecaoValores

Aqui está a imagem do FHC com Roberto Marinho inagurando o parque gráfico em 1998: http://www1.folha.uol.com.br/folha/galeria/album/p_20030806-roberto-marinho-08.shtml

Aqui está a imunidade dos jornais ao ISS
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/financas/servicos/iss/index.php?p=2484
Ver também art. 150 da Constituição Federal.

Aqui tem a foto aérea do parque gráfico:
https://sites.google.com/a/oglobo.com.br/imprimindo/home/cronologiadaareaindustrial-comasnovasrotativasalemaeseinauguradoomaiorparquegraficodaamericalatina

Aqui tem a localização em Duque de Caxias: http://wikimapia.org/4673987/pt/O-Globo-Jornal-Extra-Parque-Gr%C3%A1fico

Aqui fala da eletricidade fornecida por gás natural vindo da Reduc (Refinaria de Duque de Caxias da Petrobras): http://www.piniweb.com.br/construcao/noticias/obras-em-duque-de-caxias-rj-86398-1.asp

Leo disse...

Esta ai um dos motivos que levam o PIG a defender a unhas e dentes os Tucanos.

Gilberto Silva disse...

Mal feito....

Joao castro disse...

LULA - PRESIDENTE DO BRASIL - 2018 !

E a direita raivosa late ......

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração