Pages

sábado, 14 de abril de 2012

Capa sem-vergonha da Veja joga fumaça para abafar CPI do Cachoeira e da Privataria Tucana


Êta capinha sem-vergonha essa da revista Veja!

Haja cara-de-pau! É a revista que está fazendo cortina de fumaça para abafar seu próprio rolo com a organização criminosa de Carlinhos Cachoeira.

Quer dizer que se depender da revista não se pode apurar mais corrupção nenhuma no Brasil, pois o monopólio do noticiário tem que ser só o surrado "mensalão"?

A revista Veja quer passar mais 20 anos com a notícia de uma nota só do "mensalão" para abafar a CPI do Cachoeira, a CPI da Privataria Tucana, e todo tipo de corrupção tucana e da própria imprensa corrupta, até prescrever seus crimes.

Quando pensamos que a revistinha iria trazer na capa pelo menos a "novela Agnelo" que o Jornal Nacional vem dramatizando para intimidar o PT... mas nem isso ela teve coragem, porque afinal acabaria reforçando a necessidade de uma CPI para esclarecer tudo sobre os tentáculos de Carlinhos Cachoeira.

Essa capa é uma vergonha perante seus próprios fãs que tem mais de dois neurônios, pois mostra confissão de culpa de estar enrolada até o pescoço com a quadrilha de Cachoeira, e ainda se acovarda perante seus fãs demotucanos ao fugir da briga, não atacando petistas na CPI do Cachoeira.

Aliás, republicar notícia de 2005, só reforça a idéia de que a revista ficou acéfala em seu denuncismo, com a prisão do pauteiros Carlinhos Cachoeira, e dos arapongos sargento Dadá e Jairo Martins.

A única explicação para essa capa sem-vergonha é DESESPERO!

Quem tem medo da verdade sobre o "mensalão"?

- O fato jornalístico novo no "mensalão" são as declarações do ex-prefeito de Anápolis Ernani de Paula. Vejam bem que são declarações de quem tinha a mulher como suplente do senador Demóstenes Torres, portanto conhecedor dos bastidores das articulações políticas goianas. O que justifica a velha imprensa ter dado tanta ênfase à entrevista de Roberto Jefferson quando inventou o termo "mensalão", e nenhuma ênfase na entrevista de Ernani de Paula, que revela as origens do grampo nos correios?






Detalhe: Ernani de Paula não é nenhum petista. Além de ex-correligionário de Demóstenes, foi  sócio do ex-ministro tucano de FHC Pimenta da Veiga, teve uma fazenda usada como locação para novela da TV Globo, e foi amigo de juventude de Aécio Neves, inclusive já dividiram apartamento em Belo Horizonte, quando Tancredo foi governador de Minas.

- A entrevista de Ernani de Paula não "mela" propriamente o mensalão, mas traz fatos novos que todo o mundo jornalístico tem obrigação de se interessar para esclarecer a verdade. A entrevista, obviamente não apaga a existência de Marcos Valério da história, mas traz fatos novos das tramas e tramóias políticas. Por que ter medo de descobrir a verdade? Por que desmascara tucanos e veículos da imprensa.

- O "mensalão" não precisa "melar". Ele já está melado de nascença. Ali construiu-se um enredo que não existe. Pegou-se diversos ilícitos soltos de diversos políticos, inclusive o valerioduto que era "pau para toda obra" de caixa-2 de campanha, dinheiro de Daniel Dantas e outras coisitas mais, inclusive tucanas em sua maioria, e jogaram tudo num balaio só como se fosse um inexistente sistema único de compra de votos parlamentares. É como se pegasse vários delitos de políticos do PSDB e denunciasse Sergio Guerra, Aécio Neves, FHC, José Serra, Geraldo Alckmin por formação de quadrilha.

- O "mensalão" já passou pela CPI dos Correios e dos Bingos, processos nos Conselhos de Ética, devassa da Polícia Federal, CGU, Receita Federal, já foi denunciado pelo Procurador-Geral da República e o processo já está correndo no STF e será julgado. Já teve milhares de reportagens e "reporcagens" a respeito, e terão outras, sim, inclusive tendo que admitir a inocência de quem sairá inocentado. Mas noticiar isso não impede ninguém de noticiar nem de abrir CPI do Cachoeira, da Privataria Tucana, das propinas na Suíça para da Alstom e Siemens para tucanos paulistas, de noticiar o mensalão do Eduardo Azeredo (do PSDB mineiro), etc.

- A não ser os demotucanos e o PIG (*) com interesses eleitoreiros na urgência em julgar o "mensalão" em ano eleitoral para produzir manchetes a serem exibidas no horário eleitoral gratuito, há muito mais urgência de interesse público (inclusive para reaver bilhões desviados) em cobrar do STF a reabertura dos processos da operação Satiagraha, da Castelo de Areia, das propinas da Alstom e Siemens para tucanos paulistas, de apurar as roubalheiras na Privataria Tucana, coisas que nuncas sofreram uma devassa, pelo contrário, fazem tudo para abafar, ao contrário do que ocorreu com o "mensalão".

(*) PIG: Partido da Imprensa Golpista.

17 Comentários:

Edson Júnior (Aracaju / Se) disse...

Não há duvidas de que a VEJA faz guerra ideológica e escancara seu lado demotucano. A capa diz tudo. Não é preciso abrir a revista. Por isso, é necessário que os tentáculos do bicheiro sejam todos eles trazidos à superfície e mostrar suas relações com os poderes da república e setores do jornalismo de esgoto, no qual VEJA não disfarça, sequer numa capa. Que a CPMI do Cachoeira colha todos os envolvidos e os apresentem à população. Ninguém deve ter salvaguarda. Se teve envolvimento com o bicheiro, que seja mostrado como. A VEJA pode espernear, dizer que é caça as bruxas, que é seletividade, coisa e tal. Mas o que ela tem que mostrar é que não tem qualquer relação com o Cachoeira. Se não o fizer e ficar de só de beicinho, de queixume, provará que é um atentado à imprensa e não à sua liberdade. Chega de falácia, VEJA! Venha para a luz do dia explicar seu tráfico de dossiês.

Anônimo disse...

Quando a gente pensa que a Veja chegou bem lá no fundo, ela consegue descer ainda mais.

Anônimo disse...

O prostíbulo dos Civitas está escancarado, em breve, todas as tutas serão identificadas. Para quem achar que o termo é pesado, muitos poderão identificar os serviços prestados pela tal casa publicadora com aquelas oferecidas em qualquer casa de tolerância deste imenso Brasil; somente os prazeres são diferentes.

João Batista disse...

O PT não pode se acovardar e deixar que essa máfia da midia continue enxovalhando o partido. Tem que reagir e atacar esses facínoras à altura. Agora é guerra!!!!

Ana Cruzzeli disse...

As vezes eu fico chateada com Paulo Henrique quando ele faz algumas matérias contra alguns petista, mas devemos fazer justiça a ele.

Essa matéria aí desmonta toda e qualquer tipo de manipulação da Globo no caso do mensalão.

Essa matéria foi premonitória. Depois disso a globo terá mais dificuldade para convencer os 50% dos brasileiros que ainda acham que todo politico é ladrão que não houve alguma coisa de estranho no caso suposto MENSALÃO. A pulga atrás da orelha foi colocada.

Por outro lado as vitorias sucessivas de Lula mostra que corrupção não combina com crescimento economico. Já na era de Fernandito não podemos dizer a mesma coisa.

É chato ficar lembrando dos 8 anos de desgoverno do FHC e como em evidente abismo ele sim deu um passo adiante. O pior de tudo é a maldita comparação com o Lulinha.

Ângelo - Araripe - Ce disse...

Vendo esse vídeo, fico me perguntando: o que o "homem" não é capaz de fazer pra conseguir seus objetivos? o melhor de todo esse estupefato caso é que parece claro que agora temos conhecimento verdadeiro do caso "MENSALÃO". Se essa CPI vingar mesmo, parece-me óbvio que se esclarecerá de vez tudo, pois pelos fatos que surgem dia-dia vem se encaixando peça-a-peça. Posso tá enganado, mais cada vez me convenço mais que o FEITIÇO virarás contra o feiticeiro se caso o PT não tiver medo de sujar as mãos de bo....

Unknown disse...

é impressionante como fatos isolados formam nossas visões da realidade como um conjunto de crenças bem concatenado, mas que não necessariamente correspondem a verdade

jabulano disse...

MAS A VEJA SEMPRE FOI A FAVOR DE CPIs, TANTO QUE MANDAVA REVISTA FRESQUINHAS PARA ÁLVARO DIAS DIZER: "HÁ FORTES INDÍCIOS E CARECE UMA CPI". CPI DO IMPRENSALÃO, JÁ!

Luiz Antonio disse...

Esse LIXO ( VEJA OU DETRITO ), não tem mais nenhuma CREDIBILIDADE, JÁ MORREU, SEUS BANDIDOS!!!

Evandro Kleber disse...

De nada adianta você mostrar, argumentar com FATOS e provar. Os petistas só irão acreditar naquilo que lhes convém acreditar. Simples assim.

qaz disse...

De nada adianta você mostrar, argumentar com FATOS e provar. Os petistas só irão acreditar naquilo que lhes convém acreditar. Simples assim.

qaz disse...

De nada adianta você mostrar, argumentar com FATOS e provar. Os petistas só irão acreditar naquilo que lhes convém acreditar. Simples assim.

Luis disse...

E aí, quando vai aparecer um governo realmente de esquerda e corajoso no Brasil pra fechar esse lixo e botar os safados da Veja em cana?

Zé Brasil disse...

Prezado José Augusto,

Você já notou que o mecanismo Veja>>>>Jornal Nacional>>>O Globo>>>FSP>>ESP que estava nas cordas como se diz no boxe foi colocado para jogar na ofensiva após o Demóstenes ter tido acesso aos documentos da investigação da PF ou isto seria apenas uma coincidência?

Fiquei pensando nisto após ver o Demóstenes circular com desenvoltura no Senado, jactando-se, polidamente, que provaria sua inocência perante a seus pares.

Devem estar apostando todas as fichas no sucesso das mesmas campanhas de acusações criminosas que o PIG vem fazendo com sucesso desde o Governo Lula e agora no de Dilma, destruindo reputações e destituindo Ministros buscando erodir ao máximo o governo e colocarem no poder o crime organizado. Tudo isto debaixo de uma fachada de ética e moralismo atribuída e alardeada pela mídia, e, que se o Povo Brasileiro agora quiser e demonstrar que realmente quer o Brasil poderá ver-se livre destes falsos moralistas filhos do Corvo udenista.

O comportamento da direita brasileira e a sua imprensa de cabresto a encobrir-lhe as suas falcatruas, tudo isto me lembra um fato verídico ocorrido na década de 70, num balneário do sul do Estado do RJ, onde um sujeito bem conhecido da comunidade deu uma festa em casa e que ficou conhecida como a Sirizada. Nesta festa, segundo me relatou um de seus participantes,lá pelas tantas, com comida e bebidas fartas, a esposa anfitriã da festa deu por falta do marido e começou a procurá-lo pelos diversos cômodos da residência, encontrando-o no leito do casal tendo por companhia um dos garçons da festa numa posição, que como diria o Odorico Paraguaçu, "deverasmente comprometedora". Ao vê-la estupefata com a cena presenciada, o sujeito não perdeu a pose e disse: - Não é nada disto do que você está pensando!

Assim age a direita brasileira, pega com a boca cheia e atolada no mar de lama corrupção de sempre, como neste caso do cachoeira, tendo o PIG como seu fiel escudeiro a coonestá-la, posto que são carne e osso, que a defende sempre com reporcagens feito estas usando os mesmos argumentos do anfitrião de boca cheia.

Jose Ferreira dos Santos Ferreira disse...

Na historia, Brasil nunca teve Governo em nem uma das esferas, que tenha trabalhado para o desenvolvimento social, se quer igual Lula na Presidência e Luiz Marinho na Prefeitura de São Bernardo do Campo,e, é evidente, quando o Governante Administra entre as quatro paredes com seus secretários a maioria ou até mesmo na totalidade da população não ciência dos acontecimento, sejam eles mau ou bem sucedidos; no caso do PT, que chama o povo há participar das decisões, a questão é muito diferente, porque ainda é um processo em formação, mas só assim, vamos conscientizar há todos que o Direito e o Dever, andam juntos e o povo se sente valorizados por definir aonde querem que o Governo investe o Dinheiro oriundo dos seus impostos, em São Bernardo do Campo está dando muito certo, Parabéns Prefeito LUIZ MARINHO, PARABÉNS PT.

SOUSA PRIMO disse...

Esse LEREIA e AMIGUISSIMO do AECIO, imgine aqui em MINAS como as coisas andam, se apertar um pouquinho a coisa chega aaqui.

José Mário disse...

DUVIDO QUE ALGUM LEITOR DA VESGA REVISTA VEJA TENHA DOIS NEURÔNIOS. PORQUE SE ASSIM O FOSSE JAMAIS PERDERIAM O PRECIOSO TEMPO, GASTANDO COM NADA SEU RICO DINHEIRINHO PARA SUJAR AS MÃOS FOLHEANDO MERDA.

Postar um comentário


Meus queridos e minhas queridas leitoras

Não publicamos comentários anônimos

Obrigada pela colaboração